Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
"É DESUMANO"

Em meio à crise, Dimas demite servidores contratados há mais de 20 anos no município

27 março 2020 - 11h52Por Redação

 O Diário Oficial do município de Araguaína de quarta-feira (25), trouxe a exoneração de vários servidores públicos. 

Ao todo, 14 trabalhadores perderam seus empregos no município com esta publicação, entre eles zeladores, vigilantes, auxiliar de serviços gerais e adminstrativos. 

Segundo informações repassadas ao site, alguns deles estariam trabalhando há mais de 20, 30 anos no cargo. 

O filho de uma das ex-servidora que preferiu não se identificar disse que a notícia sobre a exoneração pegou a família de surpresa. "Ficamos sabendo ontem a noite. Nem consegui dormir direito, porque em plena crise do Coronavírus passar por uma situação difícil como essa não é nada fácil", observou o filho. 

A ex-servidora em questão está com 67 anos de idade e segundo o filho, prestes a aposentar ela trabalhava há mais de 30 anos o município. A senhora vive com o marido que juntos somavam uma renda de aproximadamente R$ 2 salários mínimos: "agora com essa demissão vai ser um baque e tanto", avalia o filho que finalizou: "Tirando pela minha mãe eu tenho certeza que isso representa um impacto muito grande na renda dessas famílias de servidores exonerados, o município não poderia fazer isso com esses trabalhadores num momento delicado em que vivemos, é desumano!", disse relatando que além de tudo isso a mãe enfrenta problemas de saúde assim como seu esposo que está com 75 anos de idade: "Minha mãe tem diabetes e meu padrasto sofre com presssão alta, imagina a situação?", pontua. 

Resposta do Município

Em nota encaminhada ao Portal O Norte, a Prefeitura de Araguaína informou que foi obrigada a cumprir determinação do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE-TO) para exonerar servidores municipais que atuavam irregularmente em regime CLT, desde gestões anteriores, mas não estáveis e nem concursados.

A nota finaliza afirmando que o Município estuda reincluir os servidores às suas funções, contratando-os como prestadores de serviço,  mas não divulgou nem um prazo para resolver o impasse. 

AO VIVO