Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
24ºmin
TREINAMENTO

Em simulação, policiais militares são treinados para atuar em situações complexas

25 junho 2021 - 09h12Por Ascom/PM-TO

Na noite desta quarta-feira, 23, a Polícia Militar do Tocantins realizou junto ao seu efetivo ordinário da Capital, um treinamento por meio de simulação de ataque à bases de depósitos de valores, em Palmas. Para o Comandante-Geral, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, a ação demonstra a preocupação com a capacitação da tropa para lidar com situações complexas e trabalha com um dos pilares da instituição que é a prevenção.

“Essa primeira simulação estratégica nos dá um parâmetro do que está bom, no sentido de preparação da nossa tropa, e do que precisa ser ajustado. O principal objetivo é garantir que o nosso policial militar esteja pronto para lidar com as situações que exigem pronta resposta, garantindo a sua integridade e a segurança da população”, afirmou o coronel Silva Neto.

O local, uma área industrial da Capital, foi isolado por segurança dos envolvidos, imprensa e populares, o que segundo o coordenador da simulação, tenente-coronel PM Fioravan Teixeira Silveira, comandante do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (BOPE), permitiu um treinamento condizente com uma ação real. “Nós conseguimos nos aproximar o máximo possível de como seria um ataque real das quadrilhas que praticam esse tipo de roubo, geralmente utilizando armamentos pesados”, garantiu o comandante do BOPE.

Participaram do treinamento os policiais militares das unidades especializadas: Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope), Batalhão de Polícia de Choque (BPCHOQUE), Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) e Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED) e do 1º e 6º Batalhão da PM. 

“O Primeiro Batalhão ficou com pontos fixos, o que ocorreria numa situação real também. Então todo o nosso efetivo já está pronto para o caso de qualquer situação anunciada pelo SIOP (Sistema Integrado de Operações)”, explicou a Major Marlene Alves Borges Machado, comandante do 1º BPM.

Tecnologia 

Durante a ação, a Polícia Militar destacou o uso da tecnologia como um dos investimentos para combater as práticas criminosas. O tablet com dados de georeferenciamento mostra a localização exata de cada viatura envolvida na operação em tempo real, dando ao comando total controle da situação.

As parcerias firmadas com as empresas de transporte e guarda de valores também são importantes para a garantia da segurança de moradores e funcionários em áreas de alto risco, como destacou o gerente da empresa PROTEGE em Palmas, Rafael Gaspar Nogueira. “É de vital importância para nós e para a segurança da população que tenhamos esse estreitamento. Então, temos canal aberto com a Polícia Militar e esse exemplo que foi dado hoje dessa simulação mostra  o preparo e a capacidade que nós temos de dar uma pronta resposta. Isso só é possível graças a essa parceria, de trocas de informações de inteligência”, apontou Rafael.

Após a ação, o Comandante-Geral concedeu entrevista à imprensa onde ressaltou que tudo saiu conforme o planejado, e que o resultado foi satisfatório para a PM. “Observamos que a prática foi de acordo com o nosso planejamento e nós vamos nos reunir para ver os lados positivos e negativos para cada vez melhorar mais. Confirmamos, com isso, a nossa parceria com pessoal da PROTEGE, que tem contribuído conosco diuturnamente, principalmente no quesito trocas de informações para a inteligência, dentro dos nossos limites”, disse o coronel Silva Neto.

A PM tem preparado seu efetivo para coibir ação criminosa .JPG -

Simulação faz parte do preparo de militares para atuar em situações de risco.JPG - 

AO VIVO