Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
23ºmin
ENTREVISTA

Empresária Luiza Trajano não descarta compra dos Correios

15 agosto 2021 - 10h43Por Meio Norte

A presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luiza Trajano, deixou em aberto a possibilidade de compra dos Correios. Ela defendeu a privatização somente da parte logística da estatal. A declaração foi dada em entrevista à Bloomberg Línea.

De acordo com a empresária, a medida é analisada pela empresa. Trajano também destacou a necessidade de melhorar a logística no país e elogiou o trabalho dos Correios, mas criticou o uso político da estatal. 

"Nesse mundo digital, logística é indispensável. A parte dos Correios de correspondências, que quase não existe mais, pode manter com o governo e  continuar modernizando. Mas na parte de logística é necessário comprar aviões. Isso tudo respeitando os funcionários. Sou a favor de não destruir o que já tem. Os Correios chegam em qualquer lugar desse Brasil. O Correio muitas vezes acaba sendo usado por partido político. Quem tem que fazer competição é o mercado, não é centralizar a competição", disse.

Privatização de empresas que dão prejuízo

"Se o Magazine vai entrar, eu não sei. O Magazine Luiza entra no que acha que é legal e na hora certa, ele não especula, vai na hora certa. Nós compramos mais de 15 empresas no último ano, de logística e tecnologia e também compramos outras como a Netshoes, que também é de varejo", concluiu.

Luiza Trajano também se mostrou favorável a privatização de empresas que dão prejuízo ao governo federal.  

Segundo a empresária, a saúde não deve ser privatizada, assim como alguns bancos. Banco do Brasil e Caixa Econômica, que devem continuar de forma mista. 

"O Governo tem que tratar da saúde, da educação, da segurança e da habitação. Quando sou a favor disso, defendo abertura de mercado, privatizar Correios, dizem que sou de direita; quando eu defendo o Bolsa Família dizem que eu sou da esquerda. Tem coisas que eu sou bem liberal", opinou.

 

AO VIVO