Menu
Busca sábado, 07 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
33ºmax
22ºmin

Me engana que eu gosto

08 novembro 2010 - 09h24

A corrupção é um dos mais cruéis impostos que o contribuinte paga, além de comprometer o desenvolvimento do país, causa danos irreparáveis à sua população.

Com essa observação começo este artigo dizendo que mais uma vez ficamos distante da realidade de mundo desenvolvido. Somos um povo masoquista, vivemos no ‘me engana que eu gosto’. Na educação brincamos com os números, aceitamos altos índices de aprovações em escolas e baixos níveis de rendimento em concursos e vestibulares. Temos uma educação medíocre e mesmo assim elegemos pessoas analfabetas como uma maneira ‘analfabeta’ de protestar.


ENEM

Das vinte melhores escolas, segundo o ENEM 2009, só duas são públicas; e entre as 20 piores, 19 são estaduais e uma é municipal. Assim não conseguimos enganar o Prêmio Nobel e continuamos sem nenhum. Nossos vizinhos latino-americanos, Peru, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Chile, México, e a Argentina, já ostentam esse ‘privilégio’.



IDH

Tentamos enganar o desenvolvimento social, com bolsas de todas as espécies, e, mais uma vez o Brasil mostrou que é possível piorar. Ocupamos a 73ª posição entre 169 países no Índice de Desenvolvimento Humano – 2010. É importante ressaltar que essa posição representa um crescimento em relação aos anos anteriores. Já o relatório aponta educação de baixa qualidade como o principal problema para o baixo índice.

Pelos dados do relatório, o rendimento anual dos brasileiros é de US$ 10.607, e a expectativa de vida, de 72,9 anos. A escolaridade é de apenas 7,2 anos de estudo, e a expectativa de vida escolar é de 13,8 anos. As observações são pautadas em saúde, educação e renda.

SUPERBACTÉRIA

Para o ministro da saúde, José Temporão, a superbactéria está restrita a hospitais e ainda tranquiliza a população brasileira sobre a proliferação da KCP. Temporão ainda tem a consciência de pedir tranquilidade em relação à proliferação da superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KCP). Já sabemos que um surto do microorganismo matou uma pessoa no Paraná e 18 no Distrito Federal, e infectou outras 22 em mais quatro estados brasileiros.“A população pode ficar tranquila, porque essa é uma situação que ocorre apenas em ambiente hospitalar e em pacientes debilitados”, disse o Ministro.
 

Com que tranquilidade fica uma população que observa seus parentes morrendo em hospitais públicos superlotados com péssimo atendimento?

Educação medíocre não consegue desenvolver remédios para os seus problemas e nem garantir o futuro.

http://www.arnaldo-filho.blogspot.com
 


AO VIVO