Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
22ºmin
AGRICULTURA E TECNOLOGIA

Tocantins incentiva produtores com uso de tecnologia na recuperação de pastagens

27 março 2011 - 13h12

As tecnologias utilizadas nos sistemas de produção sustentável são reforçadas pelo governo do Estado, por meio da Seagro – Secretaria Estadual de Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, no Dia Especial sobre Recuperação de Pastagens Degradadas, neste sábado, 25, na Fazenda São Paulo, em Arapoema, noroeste do Estado. Durante o evento foram mostradas as vantagens que o sistema de produção proporciona na agropecuária.

Em seu discurso representando o governador Siqueira Campos, o secretário da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Jaime Café, falou dos incentivos do Estado para elevar a produção com qualidade sustentável no Tocantins. “É de interesse do governo do Estado inovar com produção eficiente que atenda os agricultores para elevar a qualidade e produtividade no campo”, enfatizou.

Café lembrou ainda que o Tocantins possui cerca de 7 milhões de pastagens, destas 5,5 estão em estágios de degradação. “Por isso a necessidade de buscar produzir com novas tecnologias, buscando a melhoria da produção sem desmatar outras áreas”, lembrou.

Tecnologia
A técnica usa o plantio rotativo da soja e milho com a criação de gado, sendo a soja a principal cultura no fortalecimento do solo,fixando no solo nitrogênio capitado no meio ambiente. “Esse sistema faz com que o capim cresça forte e resistente às pragas como a cigarrinha, melhorando a qualidade de alimentação do gado”, destacou o proprietário da Fazenda São Paulo, Baltazar Rodrigues, o Tazinho.

Rodrigues disse ainda que adotou a tecnologia há dez anos e está satisfeito com o aumento da produtividade na fazenda. O custo benefício é viável porque diversifica a as culturas e aumenta a capacidade de criar animais em um mesmo espaço. Baltazar demonstrou que antes de recuperar a pastagem criava somente 21 animais, em 25 hectares. Na mesma área, com a tecnologia, a capacidade de criação aumentou para 71 cabeças de gado.

Pedro Marcos, da propriedade Corgão, município de Arapoema, também manifestou a vontade de mudar as condições de sua propriedade, na qual esta passando por problemas de solos inférteis e mortes do capim. “A minha intenção é também iniciar com tecnologia em melhoria de pastagem. Aqui nesta propriedade pudemos observar que houve resultado positivo. E estou aqui hoje para adquirir mais informações sobre este sistema integração-lavoura-pecuária”, observou.

Área
Atualmente a fazenda São Paulo, utiliza apenas 1.200 hectares dos 8 mil hectares existentes da propriedade. Mas a intenção é aumentar para 1.200 hectares este ano, informa o proprietário.

Além de produtores, técnicos, empresários e autoridades, o prefeito da cidade e proprietário da fazenda, Tazinho, recepcionou no evento os senadores João Ribeiro e Kátia Abreu. (Da Assessoria de Imprensa Seagro)

AO VIVO