Menu
Busca quarta, 16 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
23ºmin

Vice-prefeito e esposo da prefeita são acusados de envolvimento no assasinato de Isabel

20 outubro 2010 - 11h31

O fim das investigações sobre a morte da dona de casa Isabel Barbosa Pereira, 34 anos, na cidade de Xambioá, no extremo norte do Estado, denota uma verdadeira conspiração envolvendo familiares da vítima e lideranças políticas do município.

Segundo o MPE tudo começou quando a chapa encabeçada pela prefeita Ione ficou em segundo lugar nas eleições de 2008. O candidato a vice-prefeito derrotado, Clenio da Rocha Brito, encabeçou um movimento que resultou numa ação judicial movida pelo Ministério Público por compra de votos contra o então prefeito de Xambioá, Richard Santiago (PMDB). 

A morte de Isabel Barbosa passou a ser planejada quando ela exigiu ao marido parte do dinheiro recebido por ele, cerca de R$ 40.000,00, de Clênio Rocha, para prestar depoimento contra o então prefeito da cidade Richard Santiago (PMDB), por compra de votos, motivada por uma doação ilícita de uma máquina pulverizadora a Sérgio Mendes, marido de Isabel.

O inquérito foi concluído na semana passada e na manhã desta quarta-feira, 20, o Ministério Público Estadual (MPE), recebeu através do promotor de justiça Caleb Melo a denúncia de mais seis pessoas supostamente envolvidas: Anderson de Araújo e Rosely Francisco Alves Silva Souza (acusados de serem os executores), Clenio da Rocha Brito (vice-prefeito da atual prefeita Ione Leite), Jenner Santiago Pereira (irmão do ex-prefeito Richard Santiago e ex-secretário de Finanças da Prefeita Ione), Vilmar Martins Leite, esposo prefeita Ione Leite (PP) e Sérgio Mendes da Silva, esposo da vitíma.

Alguns dos acusados de participação do crime já se encontram presos. São eles: Antônio Batista da Silva Filho, cunhado da vítima e que de acordo com as evidências investigativas, ajudou a planejar o crime, Ronaldo Spindola Silva (braço direito de Jenner Santiago), Wagner Mendes da Silva e Ronisley Mendes da Silva (irmãos de Sérgio, marido de Isabel).


Entre os foragidos estão: o próprio marido da vítima, Sérgio Mendes da Silva, Clênio Rocha, Wilmar Martins Leite, e Jenner Santiago Pereira.

Ao todo, dez pessoas envolvidas no assassinato de Isabel Barbosa foram indiciadas. O crime aconteceu no dia 28 de junho do ano passado. De acordo com o Promotor de Justiça Caleb Melo o homicídio é resultado de um plano “macabro” para calar Isabel. Conforme as investigações policiais, o mandante do crime é o próprio marido da vítima, Sérgio Mendes da Silva, porque a mulher teria ameaçado revelar todo o esquema planejado para a cassação do então prefeito Richard Santiago Pereira.

O MPE afirma que não há indícios da participação da atual prefeita Ione Leite no crime, porém, ela foi beneficiada diretamente com o caso, haja visto que a denúncia feita pelo marido da vítima resultou na cassação do mandato do então prefeito Richard santiago, e Ione assumiu ao cargo.


 











Ao Vivo