Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
20ºmin
MOBILIZAÇÃO

Hemocentro fará cadastro de medula óssea na Secretaria da Educação

24 junho 2011 - 10h27

Na próxima terça-feira, 28, a equipe do Hemocentro de Palmas estará na Secretaria da Educação, em horário comercial, para o cadastro de possíveis doadores de medula óssea. A mobilização está sendo realizada pela servidora do Controle Interno da Seduc, Stelamares Barbosa Sena Oliveira, cuja filha está com leucemia tipo bifenotípica e necessita urgente de um transplante de medula óssea.

Será exigido das pessoas que irão fazer o cadastro apresentação de um documento pessoal com foto. A medula óssea é o tutano dos ossos, um tecido esponjoso, presente no interior da maioria dos ossos longos e chatos, lá são produzidos os glóbulos vermelhos, brancos e as células que se transformam em plaquetas, responsáveis pela coagulação do sangue.

Podem ser doadores de medula óssea qualquer pessoa com idade entre 18 e 55 anos, que apresenta boa saúde. Após o cadastro, é coletada uma amostra de sangue, para analises de características genéticas necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, o transplante de medula óssea é a única esperança de cura para pessoas com leucemia e como é difícil encontrar um doador compatível, espera-se que muitas pessoas façam o cadastro.

Instituto Nacional de Câncer informa que a doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, requer internação por um período de 24 horas. Normalmente, os doadores retornam as suas atividades depois de uma semana de descanso. (Da Ascom Seduc)

AO VIVO