Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
20ºmin
CELTINS

Inquérito investigará regularidade do reajuste da tarifa de energia

04 julho 2011 - 17h58

O Ministério Público Federal no Tocantins, por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), instaurou inquérito civil público (ICP) para apurar a regularidade do reajuste de 7,67% da tarifa de energia elétrica pela Companhia de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Celtins), que entra em vigência hoje. A PRDC já oficiou ao Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Conceltins), à Celtins e à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Em ICP instaurado no dia 1º de julho, a PRDC considerou a informação veiculada pela mídia a respeito do reajuste de 7,67% na tarifa de energia pela Celtins e que, com o aumento, a energia no Tocantins será a mais cara do país, segundo informações do site da ANEEL. Foram considerados, ainda, a existência de usinas hidrelétricas no Tocantins, a necessidade de se avaliar se valor reajustado atende aos limites legais, assim como se o aumento está dentro dos padrões suportáveis pela população do Estado.

Atendendo às determinações do Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, foram solicitadas informações ao Conceltins, à Celtins e à Aneel. Todas tem um prazo máximo de 10 dias para atender às solicitações do MPF/TO. (Ascom PR/TO)
 

AO VIVO