Menu
Busca quinta, 03 de dezembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
SAÚDE NO TOCANTINS

Após Visitar hospital no Pará, Josi diz que realidade do Tocantins é diferente

05 agosto 2011 - 09h18

"O serviço é eficiente, mas os hospitais já foram criados para funcionar nesse modelo, são unidades empresariais". A informação é da deputada Josi Nunes (PMDB) que falou sobre a visita feita a um hospital gerenciado por uma Organização Social (OS) no Pará. De acordo com a deputada o modelo pode até dar certo no Tocantins, mas para isso é necessário adequação e envolvimento de todos os setores.

Sara Cardoso
A deputada Josi Nunes (PMDB) falou ao Site Roberta Tum sobre a visita na última semana da comitiva tocantinense ao Hospital Regional Público do Araguaia, localizado em Redenção (Pa), que é gerenciado por uma Organização Social - OS.

De acordo com a deputada a visita foi proveitosa, porque foi possível perceber que no Pará eles conseguem com eficiência realizar os serviços, mas a realidade de lá seria diferente da do Tocantins. “A visita foi muito importante, mas a realidade do Estado é diferente, lá, por exemplo, não tem servidores concursados todos os funcionários são seletistas e se os profissionais não estão desempenhando bem seus serviços são mandados embora. O hospital é como se fosse uma empresa e a unidade já foi criada para ser uma empresa”, disse a deputada.
 

Conforme informou Josi, a eficiência dos serviços também deve-se ao envolvimento dos municípios, das prefeituras e da sociedade em geral. “Lá todos participam, as prefeituras, a comunidade, a direção do hospital e isso contribui para que ocorra o que eu vi lá: uma unidade sem filas, com boa conservação, com bom atendimento”, contou a deputada.


Porta fechada
Outra diferença que deve ser destacada, segundo Josi, é o modelo que é adotado no município. “Lá eles adotam um modelo chamado porta fechada onde o hospital só atende a quem for paciente da unidade. Eles não atendem ninguém de fora e se chegar lá para ser atendido o pessoal manda voltar”, informou a deputada.

De acordo com Josi esse é um ponto em que os estados, Tocantins e Pará, se diferenciam. “No HGP vem pessoas de todos os lugares para ser atendidas, já lá se for de outro município, por exemplo, só é atendido se tiver com o encaminhamento da prefeitura”, disse a deputada.

Adequação
Questionada se o modelo poderia funcionar no Tocantins a deputada afirmou que a empresa responsável pela unidade visitada disse que consegue fazer isso no Estado, mas ela acredita que seja necessária adequação. “Eles disseram que conseguem fazer, mas para isso será necessário muito trabalho, muito envolvimento. Lá funciona porque a realidade é diferente e porque as unidades já foram criadas para essa finalidade”, destacou Josi.

Participaram da visita ao hospital do Pará o secretário da Saúde, Aranaldo Nunes, representantes do Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Controladoria Geral, o deputado Raimundo Palito (PP), além da deputada Josi Nunes. (Do site Roberta Tum)

AO VIVO