Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
CONTRA DILMA

Políticos do Tocantins são citados em conspiração

29 agosto 2011 - 10h44

A edição da revista Veja que chega às bancas neste sábado – no Tocantins, no domingo – cita o secretário estadual de Planejamento e Modernização, ex-senador Eduardo Siqueira Campos, e o deputado federal Eduardo Gomes, ambos do PSDB, em matéria que especula a atuação de bastidores do ex-ministro José Dirceu, em Brasília. De acordo com a revista semanal, Dirceu estaria por trás de uma “conspiração” contra o governo da presidenta Dilma Roussef (PT).

A matéria publicou fotos em que mostra Eduardo Siqueira e Eduardo Gomes durante visitas a José Dirceu, num hotel na capital federal. Eduardo Siqueira é fotografado com uma sacola, entrando na suíte de Dirceu e, após 41 minutos, volta sem o objeto. À revista, o secretário disse que é muito amigo de Dirceu. "Somos muito amigos. Já estive com ele várias vezes. O que nos une é o acordo que temos com o PT em Tocantins. Sacola? Não me recordo de ter levado nenhum presente para ele”, afirmou Eduardo, de acordo com a Veja. O encontro entre Eduardo Siqueira e Dirceu teria ocorrido no dia 8 de junho deste ano, tendo se iniciado às 16h52.

Já Eduardo Gomes, que também é citado pela revista e cuja foto está na galeria publicada pela Veja, disse à reportagem que "não se lembra" de ter se encontrado com o petista em sua suíte. “Eu já me encontrei com ele num hotel, em espaços públicos. Não me lembro de ter ido a um quarto dele”, relatou Gomes.

De acordo com a revista Veja, Dirceu ocupa uma suíte na área vip de um hotel cinco estrelas de Brasília, num andar onde o acesso é restrito a hóspedes e pessoas autorizadas. Além de Eduardo Siqueira e Eduardo Gomes, também teriam passado pela suíte o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, os senadores Walter Pinheiro, Delcídio Amaral e Lindbergh Farias, todos do PT, e Eduardo Braga, do PMDB, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, e os deputados Devanir Ribeiro e Cândido Vaccarezza, do PT. (Informações de Veja e CT)

AO VIVO