Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
30ºmax
22ºmin
TOCANTINS

Contrato promete melhorias na saúde

01 setembro 2011 - 10h17

Os trabalhos da Organização Social Pró-Saúde nos 17 hospitais do Tocantins começa nesta quinta, 1º. O Governo do Estado afirma que vai economizar cerca de R$ 2 milhões por ano no custeio da Saúde Pública e que vai aumentar em 20% a oferta de internações à população.

Em 2010, foram gastos R$ 18.678.847,55 por mês com o custeio dos 17 hospitais que agora serão gerenciados pela Pró-Saúde, sob a supervisão da Sesau. O contrato prevê o gasto mensal, a partir de agora, de R$ 16.750.095,88, ou seja, 10,33% a menos, ao passo que o número de pacientes internados crescerá 20%, passando de 5.990 para 7.188 pacientes por mês. .

Haverá economia também, no valor das internações, segundo a Sesau. O Estado gastava, em média R$ 7.029,90 com cada paciente internado. O contrato prevê o aumento, em um ano, de 20% no número de internações, com cada uma custando R$ 5.589,92. O aumento nas internações será o reflexo da realização de cirurgias eletivas dos pacientes que estão na fila de espera. Em 2010 foram 5.990 pacientes internados, a Pró-Saúde prevê o aumento das internações para 7.188 pacientes em um ano.

O contrato também prevê a aplicação de cerca de R$ 4,8 milhões por ano em obras nessas unidades gerenciadas. Essas obras incluem reformas, ampliações e melhorias da estrutura física.

No valor total do contrato estão incluídos os serviços de compra e logística de medicamentos e insumos, lavanderia, alimentação, limpeza e diagnóstico, além da aquisição de equipamentos, que serão tombados ao patrimônio do Estado.

O contrato tem duração de três anos a partir da data de início das atividades e valor total de R$ 258.484.789,00.(Do Portal Stylo)
 

AO VIVO