Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
22ºmin
BOMBAS DE INFUSÃO

Profissionais participam de capacitação para manusear bombas de infusão

05 setembro 2011 - 16h55

Neste domingo, 04, os enfermeiros e técnicos de enfermagem do HRG- Hospital Regional de Gurupi participaram de um treinamento para manusear os dois novos modelos de bombas de infusão adquiridas: a Applix que é para medicação e alimentação parenteral (na veia) e a Volumate Agilia, para infusão de alimentação enteral (direto no estômago). A capacitação foi ministrada pela enfermeira especialista em infusão da Fresenius Kabi, Ana Keilla Foutenele.

As bombas são bem modernas, nelas o profissional poderá programar o nome da medicação, a quantidade de medicação que será infundida. Outro detalhe é que se o profissional programar o tempo a bomba calcula a vazão da medicação e alimentação e se o enfermeiro preferir programar a vazão a bomba calcula o tempo. Ainda para facilitar o trabalho do profissional, a bomba avisa quanto tempo falta para a medicação acabar. Outra beneficio é que as bombas possuem uma caixa preta, o que significa que os três últimos usos ficam registrados.

Com a aquisição destes equipamentos o hospital ganha mais segurança, porque são bombas de alto nível de tecnologia fabricada por uma multinacional de origem alemã que já tem mais de 500 anos de experiência”, disse a enfermeira Ana Keilla, afirmando ainda que diversas unidades hospitalares do país utilizam estes equipamentos como, por exemplo, o hospital Albert Einsten.

Segundo Ana Keilla, as novas bombas impedem a possibilidade de erro humano, garante mais agilidade e ocupa menos tempo do profissional, já que não tem falso alarme.

A enfermeira Thammy Rodrigues de Araújo, que atua no Pronto Socorro adulto, aprovou a mudança das bombas. Segundo ela, estes novos equipamentos garantirão um melhor atendimento aos pacientes e deixam os profissionais mais seguros do trabalho que estão realizando.

O diretor técnico do HRG, Carlos Langer, falou aos profissionais que está bem confiante com esta aquisição. Ele destacou que essas novas bombas de infusão oferecem melhor qualidade, são mais precisas, oferecem mais comodidade, sendo que o paciente pode até mesmo tirá-la do suporte e carregá-las nas mãos. O médico ainda lembrou que as bombas antigas às vezes falhavam e não garantiam tanta segurança aos profissionais.

Langer ainda comentou que o hospital agora começa uma nova fase e que muitos treinamentos ainda virão para garantir um melhor atendimento aos pacientes. “Todos nós que trabalhamos aqui sentimos que o hospital é nosso e o nosso desejo é atender bem aos nossos pacientes e a partir de agora teremos mais suporte para isso”, destacou.(Da Secom)

AO VIVO