Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin
EXAME DA OAB

Apenas 12,41% de candidatos são aprovados na OAB

27 setembro 2011 - 09h20

O Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) apresentou um aumento no número de aprovados na prova aplicada entre julho e agosto, depois de registrar o pior índice de aprovação da história (9,74%) no teste realizado em dezembro. De acordo com o resultado preliminar divulgado, um total de 18.002 (14,83%) dos 121.309 candidatos passaram no último exame. No Tocantins, o percentual de aprovados no foi de 12,41%. Dos 1.047 candidatos que passaram para segunda fase do exame, 130 foram aprovados, sendo 56 em Palmas, 18 em Gurupi e 56 em Araguaína. Lembrando que o resultado é preliminar, em razão do julgamento dos recursos. O número final será divulgado no próximo dia 4.

Para o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, o resultado tem duas causas: a melhora no ensino de Direito no País e o maior empenho dos alunos. “É uma resposta positiva à prova que vem sendo elaborada. O objetivo é que passem os profissionais qualificados, e não a reprovação em massa”, afirma ele.Na primeira fase, três questões foram anuladas e todos os candidatos receberam os pontos referentes a elas. Segundo o secretário-geral da OAB, Marcos Vinícius Furtado Coelho, cerca de 2 mil bacharéis entraram com recurso pedindo revisão.

Exame
A OAB abriu ontem o período de inscrições para o 5.º Exame da Ordem Unificado. O sistema de candidaturas fica aberto no site www.oab.fgv.br até as 23h59 do dia 10 de outubro. A taxa custa R$ 200 e pode ser paga até o dia 11.

A OAB recebe pedidos de isenção da taxa até o dia 1.º de outubro. Para conseguir o benefício, o candidato deve estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico, e ser membro de família de baixa renda. O resultado dessas solicitações será divulgado em 4 de outubro.

O exame é dividido em duas fases. Na primeira, marcada para 30 de outubro, os candidatos devem responder a 80 questões de múltipla escolha. Quem passar para a segunda etapa, no dia 4 de dezembro, faz uma prova de caráter prático-profissional, com quatro questões discursivas sobre a área de atuação indicada na inscrição. Os bacharéis também precisam elaborar uma peça profissional. (Jornal do Tocantins, com informações da Agência Estado)

AO VIVO