Menu
Busca sábado, 29 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin
EDUCAÇÃO

Professores estão há 3 meses sem receber

07 novembro 2011 - 08h37

Os professores contratados do Estado que trabalham na cidade de Miracema e em algumas cidades do interior estão sem receber seus salários há três meses. A informação é do advogado Flávio Suarte que comentou que tem casos de professores que estão passando sérias dificuldades financeiras. “Acontece que depois de três meses trabalhando sem receber, muitos deles estão passando necessidade, sem condições sequer de comprar o que comer”, contou Suarte.

Segundo o advogado, alguns professores que haviam sido demitidos pelo Governo no primeiro semestre, continuaram trabalhando normalmente até o final do semestre letivo. Já no mês de agosto muitos foram novamente contratados e estão trabalhando regularmente mas de acordo com Suarte até agora não receberam seus salários.

Não sei se essa situação se repete no Estado todo, mas em Miracema eles foram informados de que não foram incluídos ainda na folha de outubro que seria paga agora, no início de novembro, sendo que haveria uma possibilidade de ser aberta uma folha suplementar para pagá-los por volta do dia 15”, informou o advogado.

A professora Ieda Passos, uma das que foram contratadas no mês de agosto pela secretaria de Educação, contou ao Site RT que trabalhou três meses e no mês de outubro foi exonerada, mas até o momento não recebeu o pagamento e não obteve nenhum posicionamento a respeito do assunto.

“O que existe são rumores que dizem que vamos receber, mas liguei no RH da secretaria e eles me disseram que talvez em meados de novembro eles abram uma folha extra para pagar a gente”, contou Ieda.

Outro professor que preferiu não se identificar falou que fica desanimado com o descaso do governo e que já pensa em procurar outra profissão. “Me sinto desvalorizado, é um desrespeito com a nossa classe, amo o que faço, mas é preciso ter respeito pelo trabalho oferecido”, pontuou o professor.

Seduc garante pagamento
Em nota, a Seduc informou ao Site RT que, de acordo com a secretaria de Administração, os professores de Miracema, bem como de outras localidades que tem contratos temporários e que ainda não receberam salário serão incluídos em folha completar a ser paga entre os dias 11 e 15 de novembro.

Entretanto, segundo informou a pasta, os servidores não devem ter pendência na documentação. (Roberta Tum, colaborou Hellen Souza)

AO VIVO