Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
23ºmin
EMPREENDIMENTO

Coca Cola estuda implantação de fábrica de refresco no Estado

11 novembro 2011 - 07h53

Com a proposta de adquirir uma área para a instalação de uma fábrica do Refresco Bandeirantes, do grupo Coca Cola, em Palmas, representantes da empresa se reuniram com o secretário da Indústria e Comércio, Ernani Siqueira e com o secretário executivo da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Ruiter Padua. A reunião aconteceu na manhã desta quinta-feira, 10 de novembro, na sala de reunião da Secretaira da Indústria e Comércio - SIC, e entre os assuntos discutidos esteve os procedimentos para liberação do terreno.

Na ocasião o vice- presidente da Refresco Bandeirantes, Beyle Abreu Freitas, falou sobre o processo de produção dos produtos Coca Cola, das estratégias de marketing, e dos programas sociais da empresa, destacando o interesse do grupo em instalar o empreendimento no Tocantins. “A função da nossa empresa é gerar emprego de qualidade, com plano de saúde, remuneração compatível com a função e a preocupação com o desenvolvimento social da comunidade, apoiando programas sociais”, assegurou o vice-presidente.

O secretário executivo Ruiter Pádua falou da importância da instalação do empreendimento para o desenvolvimento econômico do Estado. “O objetivo do governador Siqueira Campos é trabalhar para fomentar a economia do Tocantins e a instalação dessa fábrica vai gerar mais emprego, além de atrair novos investidores”, considerou.

O secretário Ernani Siqueira disse que a preocupação da empresa com o social atende também a visão administrativa do atual Governo, que quer trabalhar para beneficiar os mais necessitados. “Essa proposta de desenvolvimento social é muito importante, principalmente por envolver as crianças, e a Cola Cola vindo para o Tocantins, vamos inserir a empresa nos programas sociais do Estado”, afirmou.

A vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin, que também participou da reunião, colocou a Prefeitura à disposição do grupo para ajudar no que for possível para a empresa se instalar no município. “Ter esse empreendimento em nossa cidade é fundamental para gerar empregos à população. A empresa ajudará a gerar divisas, pois atrairá outras empresas para Palmas. Temos programas sociais importantes, mas queremos gerar empregos”, esclareceu Edna.

Na ocasião, o secretário Ernani Siqueira, apresentou, no mapa no Estado, uma área de 187 mil metros quadrados, disponível no Distrito Industrial de Taquaralto e solicitou que a empresa encaminhe um ofício para a SIC, informando sobre o interesse de aquisição do terreno, especificando, o tipo de empreendimento, tamanho da área a ser construída, estimativa de emprego e previsão de investimento. “Vamos apresentar e discutir o assunto no Conselho de Desenvolvimento Econômico. O Estado não doa área, oferece incentivos fiscais e parcela o terreno”, afirmou o secretário.

Em relação ao questionamento do valor e o tempo para conclusão e liberação do processo, Ernani Siqueira informou que o preço depende do valor de investimento. O prazo é de aproximadamente 90 dias para organização do processo de documentação das questões fundiárias e de infraestrutura.

Também participaram da reunião, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Ciência, José Arcanjo Pereira Júnior, o secretário de Estado das Relações Institucionais, Nelson Torezani, e o gerente comercial da Refrescos Bandeirantes, Marcelo Miranda. (Da Secom)

AO VIVO