Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
22ºmin
BICO DO PAPAGAIO

Secult realiza diagnóstico do artesanato na região

24 novembro 2011 - 12h58

A Secretaria da Cultura, por meio da Superintendência de Artesanato, está realizando um trabalho de diagnóstico do potencial e produção artesanal da região do Bico do Papagaio. Nesta terça, 22, e quarta-feira, 23, a diretora de artesanato da Secult, Ivoneide Barreto, visitou alguns municípios como Sampaio, Carrasco Bonito, Augustinópolis, São Miguel, Piquizeiro e Buriti. Em Augustinópolis, a diretora realizou uma palestra para cerca 30 artesãs da Associação dos Artesãos do Bico do Papagaio (Adabip) e em São Miguel o designer Lars Diederichsen se reuniu com as artesãs da associação Tramas do Tocantins para conhecer o trabalho produzido por elas.

Augustinópolis
Segundo a Presidente da Adabip, Maria Cavalcante, o grupo é formado por 120 mulheres que trabalham na produção de peças em crochê e bordado. “Temos várias associadas e além da nossa produção ser um meio de complementar a nossa renda, também é um apoio, um instrumento de desenvolvimento social”, explica a presidente.

A diretora Ivoneide falou da visão da secretária da Cultura, Kátia Rocha, de valorizar e incentivar o artesanato tocantinense e levou uma palavra de incentivo às artesãs. “Buscamos trabalhar o artesanato como um produto de transformação social e geração de renda e queremos incentivá-las a continuar com esta perseverança e ajudá-las a formar um produto diferenciado”, afirmou.

São Miguel
A produção de bolsas femininas feitas da palha do coco babaçu, em São Miguel, chamou a atenção do designer Lars Diederichsen. “Vocês já tem uma base de produção e um produto de qualidade e elegante que nasceu na própria comunidade. Com certeza tem espaço garantindo no mercado”, ressaltou Lars, incentivando as artesãs a darem continuidade a seus trabalhos.

Uma das pioneiras na produção, Almerice Mendes Anchieta, falou sobre a reunião. “Ouvir um profissional como ele dizer que o nosso artesanato é bom e de qualidade renova as nossas expectativas e nos motiva a continuar produzindo”, declarou Almerice.

A reunião finalizou com a proposta do grupo junto à Secretaria da Cultura de buscar alternativas de alavancar a comercialização dos produtos da associação de São Miguel. (Da Ascom Secult)

AO VIVO