Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
36ºmax
23ºmin
TOCANTINÓPOLIS

Idosos participam de projeto de extensão da UFT voltado às atividades físicas

26 junho 2019 - 16h30

“A minha vida mudou muito. Me sinto muito bem com atenção que dão para a gente. É isso que os idosos precisam. Isso me leva muito para a frente e me ajuda a viver!”, explica a senhora Jacinta Pereira de Morais, que completa 83 anos em julho. Ela é participante do projeto de extensão "Saúde e Cognição na Melhor Idade", realizado em Tocantinópolis pelo Curso de Educação Física da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

O projeto encontra-se em funcionamento há um ano e tem como viés central o desenvolvimento de atividades físicas de diferentes tipos e intensidades com idosos. Além da promoção de estilo de vida ativo e saudável, o projeto tem como foco o aprimoramento da capacidade cognitiva através da prática de atividades físicas.

O professor Rubens Vinícius Letieri, que também é coordenador do Curso de Educação Física, é o responsável pelo projeto, que utiliza um espaço da Prefeitura Municipal específico para a prática de atividade física para idosos.

“A ideia foi tentar verificar o impacto do exercício físico sistematizado no perfil cognitivo dos idosos (memória, atenção, linguagem, por exemplo) em longo prazo. Além disso, queremos proporcionar e quantificar os aspectos relacionados à qualidade de vida e índices de depressão nos idosos comunitários. Tocantinópolis tem alta demanda de pessoas da melhor idade e pensamos ser extremamente relevante proporcionar algo diferente associado às políticas públicas de saúde”.

Para além dos resultados que serão obtidos, um indicativo do sucesso do projeto é que no começo, eram 12 beneficiados. Enquanto que, atualmente, são cerca de 80 idosos engajados com as atividades e 30 estudantes de Educação Física. O professor Rubens explica que apesar do curso de ser de licenciatura, a experiência com o público idoso é relevante e cria um vínculo afetivo e emocional.

Como se dão as atividades?

As atividades são semanais de intervenção físico-motora aos idosos comunitários da cidade de Tocantinópolis. A participação efetiva dos discentes no planejamento das ações, recrutamento, avaliações e acompanhamento dos idosos, se faz necessária. O projeto foi estruturado em 3 fases e estará vinculado à pesquisa. As fases foram:

1) Planejamento, Recrutamento e Avaliações iniciais da Capacidade Funcional, Composição Corporal e Desempenho Cognitivo;
2) Intervenção semanal com atividades físicas estruturadas;
3) Reavaliação após a intervenção e relatórios.




Ao Vivo