Menu
Busca domingo, 15 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
37ºmax
23ºmin
ARTE E CULTURA

Projeto "Tambores do Tocantins" está disputa prêmio nacional

12 julho 2019 - 10h29

Considerada a maior premiação do Patrimônio Cultural Brasileiro, o Prêmio Rodrigo 2019 chegou a sua etapa final e uma ação do Estado do Tocantins, o ‘Tambores do Tocantins’, vai para análise da Comissão Nacional de Avaliação, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). De acordo com a organização, 323 projetos foram inscritos em todo país para esta edição e 99 trabalhos passaram para última fase. A comissão se reunirá nos dias 26, 27 e 28 de agosto, na sede do Instituto em Brasília, para definir quais serão os oito vencedores.

O projeto foi criado há mais de 20 anos pelo percussionista e artesão Márcio Bello dos Santos. Tem o objetivo de contribuir com a valorização e a preservação da cultura musical tradicional do Tocantins, desenvolvendo atividades de conhecimento, estudo, pesquisa e prática que tornam esses saberes acessíveis a crianças, adolescentes e jovens estudantes. O ‘Tambores do Tocantins’ envolve oficinas permanentes desenvolvidas em parceria com associações comunitárias, escolas e universidades públicas, além de apresentações musicais.

Promovido pelo Iphan, desde 1987, o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade prestigia as ações de destaque na preservação do patrimônio cultural brasileiro, material e imaterial. O nome do Prêmio é uma homenagem ao fundador do Iphan.

O resultado final do concurso deverá ser divulgado até o dia 5 de setembro. Cada premiado receberá um valor de R$ 30 mil. Neste edital, o prêmio traz duas grandes categorias subdivididas em quatro segmentos. Portanto, oito ações serão selecionadas, sendo uma de cada segmento, por categoria.

A celebração da 32ª edição do Prêmio Rodrigo acontecerá em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. 

Ao Vivo