Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
33ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Jucetins facilita abertura de novas empresas após desburocratiza processos

18 julho 2019 - 09h56

A Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins) no primeiro semestre de 2019 desenvolveu ações efetivas para desburocratizar, facilitar e agilizar a abertura de novas empresas. Nos primeiros seis meses do ano mais de dez mil empreendimentos, incluindo microempreendedores individuais, foram constituídos no Estado. “Nossa missão é dar agilidade e celeridade para diminuir o tempo de abertura de uma empresa”, frisou o presidente Gleydson Nato, que assumiu o órgão em fevereiro deste ano.

Formalização 100% digital

De acordo com o presidente do órgão, em menos de 24 horas uma empresa pode ser aberta no Tocantins. Com certificado digital demora menos de três horas.

Além do projeto Simplifica Tocantins, que integra Receita Federal, Jucetins e demais órgãos, agora para agilizar ainda mais o processo de abertura e alteração de empresas, a Jucetins adotou os certificados digitais do tipo A1 e A3. O primeiro, inclusive, com menor custo de aquisição.

Com eles, qualquer cidadão pode fazer todo o processo de casa ou do escritório, com confiança e agilidade. “É importante quebrar o paradigma de que abrir uma empresa é muito complicado. Hoje essa dificuldade não existe mais”, afirmou o analista em Tecnologia da Informação, Hellivan Lopes.

Os ganhos com o processo feito todo digitalmente são muitos, como: menor tempo para autenticação, maior segurança, menor custo, além de ser um dos critérios para registro automático.

Encontro com os contadores

Essa informação foi levada até os contadores, num encontro realizado pela Jucetins em Gurupi, em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-TO). Após o evento o número de processos feitos digitalmente dobrou.

Os contadores são principais usuários dos serviços de formalização das empresas, já que são eles que realizam os procedimentos aos seus clientes empresários. O encontro acontecerá ainda em cidades das regiões norte, Bico do Papagaio, sudeste e centro.

Para o presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-TO), Norton Thomazi, esse momento foi muito importante e que a aproximação com o Estado será frutífera. “Os contadores resolveram muitas dúvidas, perguntando bastante e participando. Agradecemos ao presidente Gleydson Nato e ao Governador Mauro Carlesse por essa aproximação”, afirmou.

Já está em fase avançada a criação da Sala do Contador e do Empresário, localizada dentro da sede da Jucetins em Palmas, que em breve funcionará como ponto de apoio aos profissionais.

Economia

O presidente também chegou com a missão de trazer economicidade ao órgão. Após estudo criterioso e aprovação do colegiado de vogais, a Jucetins implementou ações para economizar sem deixar de prestar um serviço eficiente.

O escritório em Dianópolis foi fechado por ser subutilizado e os escritórios de Araguaína e Gurupi foram transferidos para a sede do É Pra Já, serviço de atendimento rápido do Estado.

Estima-se em aproximadamente 100 mil reais por mês a economia com a diminuição de aluguéis, contas de água e energia, serviços de vigilância, envios de malotes, telefone, contratos e outras despesas.

Leiloeiros

Pela primeira vez os leiloeiros foram chamados para serem ouvidos pela Jucetins. Em abril, o presidente se reuniu com oito representantes da classe. Foram discutidas demandas e sugestões dos profissionais, pois é o órgão que fiscaliza as questões referentes aos leilões.

A principal demanda foi referente à desburocratização da forma de prestação de contas que, até março era feita à mão, e agora já pode ser feita pelo computador. “Como já temos um sistema, resolvemos readequá-lo baseado nas pontuações apresentadas pelos leiloeiros, assim esperamos dar mais celeridade e menos trabalho”, garantiu Gleydson Nato. 

AO VIVO