Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
ESTUDO NACIONAL

Fio Cruz aponta que Tocantins tem avanço mais acelerado do país na incidência do novo coronavírus

02 junho 2020 - 18h45Por Redação

Um um estudo divulgado nesta terça-feira (02), pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Pernambuco, aponta que o Tocantins registrou o maior aumento na taxa de incidência do novo Coronavírus em todo o país ao longo do mês de maio. A instituição monitorou o crescimento do número de casos em todos os Estados no período de 19 de abril a 19 de maio a partir de dados disponíveis na plataforma Covid-19 no mundo.

A análise comparativa feita pelos pesquisadores indicaram avanços mais rápidos da doença nos Estados que ficam nas regiões Norte e no Nordeste do Brasil. Neste caso, o crescimento no Tocantins foi de 49,8 vezes neste período. Para se ter uma ideia, a média do crescimento no país foi de sete vezes, número em si já considerado alto pelos estudiosos. 

No dia 19 de abril o Tocantins registrava 21 casos de infectados a cada um milhão de habitantes. Já no dia 19 de maio eram 1.270 casos da doença para a mesma quantidade de moradores.  

Apesar do ritmo de contaminação acelerado, o Tocantins não aparece entre os que possuem as maiores incidências. De acordo com os dados apresentados, o Amazonas lidera a lista da região somando 5,3 mil casos por cada milhão de habitantes. 

Mortalidade

Os números da estatística apresentada na pesquisa também aponta que o Tocantins está longe das taxas mais altas de mortalidade pela doença. Com morte registrada em 2,8 % dos infectados pelo coronavírus até o dia 16 de maio. No topo do ranking deste dado está o Rio de Janeiro, com a taxa de mortalidade é de 11,1%.

O avanço 

O estudo foi elaborado pelo pesquisador Wayner Vieira, que integra o departamento de Saúde Coletiva da Fiocruz PE e é estatístico e epidemiologista por formação, que atribuiu a aceleração mais rápida da doença nestas regiões às diferenças no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os Estados. "Esse crescimento acelerado no Norte-Nordeste não pode ser explicado tão somente por questões de momento, existe uma lacuna de desenvolvimento nesses estados, refletida por exemplo pelo IDH", disse acrescentando que "Os Estados onde as taxas mais aumentaram são os mais pobres. Com a interiorização da covid-19 que está acontecendo, essa situação tende a ser observada com mais intensidade", completou.

Cenário Estadual

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado hoje (2) pela Secretarual Estadual da Saúde (SES), o Tocantins apresenta 4.483 casos no total, destes, 1.538 pacientes estão recuperados, 2.866 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 79 pacientes foram a óbito.

As internações somam 117 pacientes, residentes e não residentes no Tocantins. Sendo: 

  • 67 em leitos clínicos: sendo 40 em leitos públicos e 27 em privados.
  • 50 em UTIs Covid: Sendo 31 em leitos públicos e 19 em leitos privados.

AO VIVO