Menu
Busca terça, 22 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin

Pesquisa revela Ceia de Natal mais cara este ano

02 dezembro 2010 - 17h31

A ceia deste Natal vai ficar 12,15% mais cara em todo o Brasil, segundo a pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 2, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Os principais vilões do encarecimento da ceia são o lombinho suíno com 14,99%, seguido do frango inteiro variando 10,21% e o pernil suíno subindo 9,71%. O levantamento foi feito entre dezembro de 2009 e novembro de 2010.

O economista da FGV que coordenou a pesquisa, André Braz, sugere que o consumidor substitua os produtos que aumentaram de preço por itens que tiveram variação negativa no preço, como o bacalhau e o frango especial. “O bacalhau beneficiado pelo câmbio, pela valorização do real ante o ao dólar, apresentou queda de 4,15% e o frango especial ficou 8,55% mais barato. Então essas são duas opções para as famílias priorizarem na hora de escolherem qual será o prato principal da ceia de Natal”, afirmou.

De acordo com Braz, a alimentação subiu em média 7,73% entre dezembro do ano passado e novembro deste ano, um aumento maior do que a inflação, que ficou em 5,34%. “Esse número 7,73% supera a inflação média que contempla outros itens além da alimentação. Então, em termos reais, os alimentos ficaram mais caros nos últimos 12 meses. Agora as famílias estão sentindo realmente o custo da alimentação, pois elas não acompanharam a variação média da inflação, elas superaram esse patamar”, disse.

Além do frango especial, os outros produtos que registraram diminuição de preços foram a cebola (58,72%) e a batata inglesa (27,10%). O levantamento considerou 17 itens que devem fazer parte das compras de Natal: arroz branco, batata inglesa, cebola, couve mineira, frutas, farinha de trigo, frango inteiro, ovo, frango especial, lombinho suíno, pernil suíno, bacalhau, azeite de oliva, óleo de soja, maionese, azeitona em conserva, azeitona em conserva a granel e vinho. (Da Agência Brasil)

 

AO VIVO