Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
EM ARAGUAÍNA

Interditada após servidora ser infectada por Coronavírus, UTI volta a funcionar no Regional

03 maio 2020 - 21h00Por Redação

Em nota encaminhada à imprensa neste domingo (03), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que todos os pacientes da UTI I do Hospital Regional de Araguaína (HRA) tiveram resultados negativos para Covid-19, assim, a unidade foi liberada para recebimento de novos pacientes e alta dos pacientes já internados.

Ainda de acordo com a SES, durante a semana, o fluxo do Ambulatório será devidamente retomado, após suspensão temporária por suspeita da doença em profissional que atua no ambiente. Com resultado negativo, será possível retomar o atendimento com segurança aos pacientes e demais profissionais.

Entenda os dois casos

  • Ambulatório

Depois de servidores apresentarem sintomas de Covid-19, a SES decidiu fechar a no último dia (29) de abril, o ambulatório de alta complexidade do Hospital Regional de Araguaína (HRA), no norte do Tocantins. 

Segundo a Secretaria, a medida provisória foi tomada depois que uma servidora que atua no setor foi submetida a um exame de tomografia, indicando a suspeita de ela estar com o novo Coronavírus, mas o resultado do material colhido da profissional teve resultado negativo.

Na oportunidade, o Estado também decidiu pelo isolamento domiciliar de todos os profissionais que trabalhavam no setor e os que apresentarem sintomas deveriam ser submetidos a testes que detectam a doença.

  • UTI Interditada 

Também na última quarta-feira (29), a diretoria do HRA decidiu fechar temporariamente Unidade de Terapia Intensiva 1(UTI 1)diante da suspeita de contaminação por Covid-19 de uma servidora que atua no setor regularmente. Ela foi afastada das funções após apresentar sintomas da doença. De acordo com a direção na época, toda a equipe que desenvolve atividades dentro da referida unidade e também dos pacientes que lá estão internados até o momento seriam submetidos a uma testagem para Covid-19.

Depois da interdição, a SES confirmou que o teste da servidora investigada deu positivo para Coronavírus. Ela também foi afastada do cargo e permanece em isolamento. 

A direção do hospital esclareceu ainda que diante da situação, por enquanto não seriam reguladas vagas para esse setor, até que fosse descartada a possibilidade de contágio.  

AO VIVO