Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
23ºmin
MUNICÍPIOS

Sesau recebe estudo de prefeitos da ATM

31 março 2011 - 12h55

Já se encontra nas mãos do secretário estadual de Saúde, Arnaldo Alves Nunes e do secretário Extraordinário de Gestão Hospitalar, Raimundo Boi, um estudo produzido pela Comissão de Saúde da Associação Tocantinense de Municípios (ATM). A entrega do documento ocorreu na tarde de ontem, 30, no gabinete do secretário e foi feita pelo prefeito de Miranorte, Abrahão Costa (PMDB), que preside a Comissão, pelo atual presidente da entidade e pelo ex-presidente, respectivamente, prefeitos Manoel Silvino Gomes Neto (PR) e Valtenis Lino da Silva (PMDB).

O levantamento dos dados e a conclusão dos trabalhos levaram aproximadamente um ano e consistiu em uma série de reuniões e encontros entre os membros da Comissão. O estudo foi aplicado em 138 municípios. Porém, 71 municípios responderam um questionário estruturado contendo cerca de 30 perguntas, sobre as condições físicas, humanas, tecnológicas, estruturais e econômicas nas áreas da saúde.

Para o médico Abrahão Costa, presidente da Comissão, e uma das maiores autoridades na área de saúde pública dos municípios, a situação no Estado é crítica. Costa defendeu na audiência como uma das alternativas aos problemas enfrentados no setor, um debate que envolva a ATM, Governo Federal, Estadual, Ministério Público e a representação médica. “Estamos com os hospitais de referência, os programas de Atenção Básica e os hospitais municipais em situação de bancarrota e sem as mínimas condições de oferecer à população uma saúde digna e condições de recuperação de vidas”, explica.

O presidente da entidade, Manoel Silvino, colocou-se à disposição da Secretaria de Saúde e do Governo para uma discussão mais aprofundada, envolvendo os setores da sociedade, a fim de que os problemas de saúde nos municípios não se arrastem mais e que a população possa contar com um sistema médico-hospitalar de qualidade.

O secretário de Gestão Hospitalar, Raimundo Boi, que também é médico e com larga experiência na vida pública reconheceu e lamentou o quadro caótico pelo qual a saúde tocantinense passa no momento. Segundo ele, a situação é difícil em praticamente todas as partes da Federação, no entanto, faltou responsabilidade nesses últimos anos na condução e gestão da área de saúde no Estado. O secretário informou que participou recentemente de uma audiência em Brasília com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e que as intenções do ministro são as melhores para resolver os problemas que o Estado está enfrentando na área.

O documento encontra-se assinado por 13 prefeitos que compõem a Comissão de Saúde da ATM (Goianyr Barbosa /Ascom ATM)

 

AO VIVO