Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
23ºmin
AGORA VAI

Gestão Municipal arregaça as mangas e afirma que Araguaína será recuperada

26 abril 2011 - 14h07

Alessandro Sachetti
Da Redação


Nesta terça-feira, 26 de abril, a Câmara Municipal recebeu o secretário Municipal de Obras, Valmir Ribeiro. O vereador Gideon Soares (PMDB), autor do convite ao secretário abriu o debate, fazendo uso da tribuna, e questionou o secretário sobre a situação caótica das ruas da cidade, também pediu informações sobre as ações desenvolvidas pela Secretaria e quais serão as providências tomadas para solução dos problemas de infra-estrutura do município.


Em resposta ao questionamento do vereador, Valmir Ribeiro, explicou que algumas ações foram executadas e que a prefeitura tem investido na recuperação e manutenção das ruas da cidade: “A prefeitura licitou mais de 150 mil reais para tapar buracos e malha asfáltica, recuperamos diversas ruas, por exemplo, a rua José de Brito e a rua 13 de maio, que foram feitas de forma correta e estão atendendo perfeitamente” explicou o secretário.

Projeções das obras
O secretário apresentou mapas da cidade e mostrou as ações que serão realizadas pela prefeitura na recuperação das ruas, na sinalização das mesmas, na implantação de malha asfáltica onde hoje não há e que, em alguns casos, não será feito o recapeamento e sim a retirada do que hoje existe para implantação de um novo asfalto e garantiu: “Esse projeto é real, não vim dizer que estamos tentando um recurso, a verba já está disponível, é compromisso da Secretaria e do prefeito Valuar, isso vai acontecer”.

Essas obras, segundo Ribeiro, irão atingir toda a cidade de Araguaína e deverão se iniciar nos setores eleitos como prioritários exatamente por se encontrarem em situação mais caótica e elegeu os setores Manoel Cardoso, Alasca, Raizal, Tereza Hilário, Dom Orione, São Miguel, Noroste, Conjunto Patrocínio, entre outros que se encontram em estado de não-conservação menos crítico.

Recursos e Licitação
A licitação para contratação da empresa e aquisição do material necessário será realizado no próximo dia 28 e tem previsão de gasto estimada em torno de 6 milhões de reais que, segundo o secretário, estão disponíveis nos cofres da prefeitura e garantidos para este fim.

A licitação será feita em modo de serviço global, ou seja, o processo licitatório contratará uma empresa prestadora de serviços que ficará responsável pelo material que serão utilizados na obra.

Maquinários
Valmir Ribeiro explanou que não é possível atender todos os setores do município neste ano, porém, com a previsão da chegada de maquinário e a execução da licitação uma grande parte dos problemas da cidade serão sanados e completa que a aquisição das máquinas será feita através de verba disponibilizada a partir da emenda do deputado Lázaro Botelho (PP).

Nesse sentido o vereador Gipão criticou a falta de empenho das gestões anteriores na aquisição de maquinários para execução de obras públicas e lembrou que a última máquina comprada pelo município foi em 1988, ano da criação do Estado.

Críticas
O vereador Gerônimo Cardoso (PMDB) criticou o trabalho desenvolvido pela atual gestão e também pelas gestões anteriores: “Faz dois anos a Câmara aprovou a compra dessas máquinas que até agora não chegaram, todo mundo sabe que os gestores anteriores preferiram alugar máquinas e sabemos como isso funciona para favorecer amigos e pessoas ligadas para fazerem bueiros em propriedades de ex-prefeitos. Nós estamos falando da maior cidade do interior do Tocantins, a minha preocupação como araguaínense é de ver o tempo passar e nada acontecer. Estamos no terceiro ano de mandato diante de uma realidade que não esperávamos que fossemos chegar nesse momento, eu não me contento e não posso me calar. Meu sonho é poder dizer, um dia, que Araguaína não tem mais buraco, eu não me contento mais com trocos e mixarias”.

O presidente da câmara, vereador Elenil da Penha (PMDB), fazendo uso da palavra fez críticas veladas à gestão municipal, mas não poupou de críticas ao governo estadual. Falou também da carência de espaço físico para prática esportiva em Araguaína e classificou como frustrante a presença do secretário das Cidades e Urbanismo, Ronaldo Dimas, na Câmara na manhã de ontem, 25. "O secretário Ronaldo Dimas esteve aqui ontem e foi frustrante, um secretário de Estado vir aqui e dizer que tem R$ 15 milhões, como se dissesse ‘vocês é que se virem’. Nem sequer há planejamento do Estado para o município, não há nem previsão de projetos juntos ao Governo Federal” explanou Elenil da Penha.

AO VIVO