Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
21ºmin
PARAÍSO

Servidores protestam em frente à prefeitura

18 maio 2011 - 17h33

Munidos de carro de som, com direito a apitaço e muito barulho, servidores do Município de Paraíso do Tocantins, se reuniram na tarde hoje, 17, na Praça Cabo Luzimar para realizarem uma caminhada até à Prefeitura Municipal para mais um ato contra a Administração do Prefeito Paulo Tavares (PR).

O início do manifesto
O manifesto teve início na manhã desta quarta-feira, quando a Praça começou a ser tomada por centenas de servidores insatisfeitos com a atual gestão do município que não concedeu o aumento de 5% aprovado pela Câmara Municipal e que entraria em vigor a partir do início deste ano de 2011.

Conforme ficou acertado na reunião do SIMPAS – Sindicado dos Servidores do Município de Paraíso do Tocantins, terça-feira, 17, os servidores foram às ruas de Paraíso, em manifestação pública contra o Prefeito por reposição salarial.

Os servidores municipais percorreram nesta manhã as Avenidas Bernardo Sayão e Castelo Branco, principais vias comerciais do Centro da cidade de Paraíso do Tocantins, para chamar à atenção da população pelos seus direitos.

Apoio
A manifestação contou com o apoio dos Vereadores Lafaiete Lobo (PT), Presidente da Câmara, Virgílio Azevedo (PTB) e Neivon Bezerra (DEM), onde todos se manifestaram a favor da reivindicação dos servidores e participaram, também da caminhada.

Quebra de acordo
A revolta dos servidores foi motivada pelo fato de o Prefeito ter descumprido a Lei que concedeu os 5% de forma geral para os funcionários e ainda ter se manifestado em ofício, afirmando que qualquer pretensão de aumento salarial só seria estudada a partir de 2012 e enquanto isso estaria fazendo reuniões pelos bairros da cidade, arregimentando cabos eleitorais e pedindo votos para sua reeleição. Para os servidores, o posicionamento do prefeito demonstra estar fazendo pouco caso com os funcionários do Município.

Paralisação
Ainda hoje, o Jurídico do SIMPAS estará encaminhando ofício ao Prefeito comunicando de nova paralisação para Assembléia Geral na segunda-feira, 23, para Greve Geral a partir da próxima terça-feira, 24, cumprindo, assim, o dispositivo legal da Lei de Greves.

Após o protesto em frente à prefeitura na tarde desta quarta-feira, os servidores retornaram à Praça Cabo Luzimar, onde se dispersaram com o compromisso de na segunda-feira, 23, realizar Assembleia Geral para aprovar o movimento de greve. (Com informações de Ademir Rêgo/Surgiu)

 

AO VIVO