Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
19ºmin
CRIMINALIDADE

Araguatins entra na rota de quadrilha que roubava maquinas agrícolas em SP

08 junho 2011 - 12h03

O Tocantins é um dos três Estados receptadores de máquinas pesadas roubadas por uma quadrilha de São Paulo. Esta é a conclusão da Polícia Civil daquele Estado. Na semana passada, a Polícia Civil de Botucatu (SP) prendeu seis integrantes do suposto grupo.

Segundo o delegado de Anhambi (SP), Geraldo Franco Pires, que é o responsável pelas investigações, a concentração de receptadores aqui no Estado é por causa da grande demanda para este tipo de equipamentos.

De acordo com o delegado, dois acusados de receptação foram identificados em Araguatins, no dia 14 de fevereiro: Saul Soares França, de 27 anos, e João Batista Ribeiro dos Santos (iadade não apurada). Eles respondem por inquérito policial por receptação. Segundo Pires, eles estavam em posse de uma motoniveladora Caterpilar 120H, roubada na cidade de Anhembi (SP). O delegado de Araguatins na época, José Anchieta, disse que na ocasião os dois foram ouvidos. Segundo Anchieta, os acusados de receptação moravam no Pará, mas um deles teria parentes na cidade de Araguatins.

Considerada uma grande quadrilha, o delegado de Anhambi confirmou que existe a participação de um outro tocantinense. “Sabemos da existência de um quadrilheiro atuante no Estado, cuja identidade está por ser revelada através da análise dos monitoramentos realizados”, informou Pires. As máquinas roubadas em São Paulo estariam sendo repassadas a um preço bem abaixo do mercado. O delegado explicou, por exemplo, que uma pá carregadeira custa no mercado aproximadamente R$ 300 mil, e era repassada aos receptadores por R$ 130 mil, 43% do preço original.

Além do Tocantins, também seriam receptadores dessa quadrilha os estados do Maranhão, Minas Gerais e Goiás. “Nossa investigação, inclusive, focou inicialmente o Estado de Goiás, onde a concentração de criminosos é maior, e a partir daí a identificação de pessoas envolvidas com o crime nos demais estados”, explicou.

Atuando desde 2008, a quadrilha começou a ser investigada oficialmente em fevereiro deste ano. (Do Jornal do Tocantins)

AO VIVO