Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
BICO DO PAPAGAIO

Três Estados avaliam projetos e ações voltadas ao setor produtivo da região

08 junho 2011 - 12h07

A Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário participa nesta quarta-feira, 08, de reunião ordinária do Fórum da Mesorregião Bico do Papagaio que será realizada no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Parauapebas (PA). Participam ainda representantes do Ministério da Integração Nacional, dos governos dos estados do Pará, Maranhão, Tocantins e das prefeituras e Câmaras de vereadores dos 66 municípios integrantes da mesorregião.

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Animal da Seagro, Claudio Sayão Lobato, os principais projetos desenvolvidos da mesorregião são nas áreas da apicultura, fruticultura, babaçu, gemas e jóias, bovinocultura, grãos e olericultura. “Este é um momento de avaliação dos resultados, planejamento de novas ações e integração dos representantes dos municípios e estados que fazem parte da mesorregião do Bico do Papagaio”, disse.

A pauta contará com palestra da Embrapa sobre reflorestamento, indicação de projetos a serem apresentados ao Ministério da Integração, realização da Feira Mesorregional da Agricultura Familiar e Ecosol, e ainda os informes: sobre economia solidária, Mobilização em prol da Secretaria Especial Ecosol e sobre a Câmara Técnica do Leite.

Mesorregião
A mesorregião Bico do Papagaio é composta por 66 municípios, integrantes da Amazônia Legal com atividades econômicas predominantes de produção agropecuária e extração vegetal e mineral. Sendo 25 do Norte do Tocantins, 25 do Sul do Pará e 16 do Sudoeste do Maranhão. Predominando sistemas de produção de baixo nível de tecnologia empregado. Por possuir grande biodiversidade, tem na questão ambiental um dos fatores-chave de seu desenvolvimento.

O Plano de Ação para a mesorregião Bico do Papagaio é fruto do Programa de Promoção da Sustentabilidade de Espaços Sub-Regionais (PROMESO), da Secretaria de Programas Regionais do Ministério da Integração Nacional, em parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Estão detalhados 142 projetos com responsáveis, estratégia, prazos e estimativa de custos, categorizados em 14 programas e seis Cadeias Produtivas: Bovinocultura do Leite (16), Ovinocultura (20), Apicultura (14), Artesanato (14), Fruticultura (21), Aquicultura e Pesca (19) e projetos comuns às cadeias produtivas (38). Estimou-se um custo de R$ 398,5 milhões (109 projetos), sendo que 32 destes terão seus custos estimados após detalhamento dos projetos executivos. (Da Secom)

AO VIVO