Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
RIACHINHO

Prefeito é afastado do cargo

09 junho 2011 - 18h05

Nesta quinta-feira, 9, o juiz Carlos Roberto de Souza Dutra, da Comarca de Ananás, deferiu os pedidos liminares do Ministério Público Estadual (MPE) e decretou o afastamento de Eurípedes Lourenço de Melo do cargo de prefeito de Riachinho, cidade a 508 Km de Palmas, no extremo norte do Tocantins. Eurípedes ou Lipe, como é conhecido, também teve os seus bens bloqueados pela Justiça.

Além do gestor, foram afastados dos cargos, por seis meses, e estão com os bens indisponíveis os agentes públicos: Diva Ribeiro de Melo, primeira dama e Secretária de Ação Social; Fransérgio Alves Rocha, Secretário de Administração e Finanças; Márcio Ugley da Costa, Secretário de Educação; Odilon Alves dos Santos Júnior, Secretário de Juventude; Valdir Chaves de Sousa, ex-Secretário de Agricultura, atual Secretário de Obras; Valdivino Lourenço Filho, ex-Secretário de Infraestrutura, hoje Secretário de Meio Ambiente.

Outras 5 pessoas e três empresas são acusadas de participar do esquema fraudulento em que empréstimos consignados eram feitos por servidores públicos e pagos pela Prefeitura Municipal de Riachinho. “O Banco Matone S/A era a instituição financeira responsável pela consignação ilegal, que não descontava as parcelas nos contracheques dos envolvidos, mas repassava a dívida para o Poder Público”, afirma o Promotor de Justiça Caleb Melo.

Na Ação Civil Pública, o Promotor de Justiça pede que todos os arrolados na fraude sejam condenados por terem cometido atos de improbidade administrativa, prática vedada pela Lei 8.429/92. (Da Ascom MPE)

 

AO VIVO