Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
20ºmin
HOSPITAL DONA REGINA

MPE solicita à Sesau e ao CRM que apurem conduta de médico

14 julho 2011 - 18h41

Nesta quinta-feira, 14, o Ministério Público Estadual (MPE) encaminhou ofício à Diretoria Geral do Hospital e Maternidade Dona Regina, à Secretaria de Saúde do Tocantins (Sesau), ao Conselho Regional de Medicina (CRM-TO) e à Promotoria de Justiça Criminal, solicitando investigação na conduta de médico neurocirurgião. Segundo representação recebida na 21ª Promotoria de Justiça, o neurocirurgião estaria agindo de forma antiética e sem qualquer profissionalismo no tratamento com paciente e acompanhante no Hospital Dona Regina.

A denúncia foi feita um dia após o Hospital ser notificado pelo MPE por negligenciar atendimento a uma recém-nascida, que necessitava de cirurgias no crânio e na coluna. O Promotor de Justiça Miguel Batista de Siqueira Filho ao ser comunicado do caso, imediatamente recomendou ao Secretário de Saúde, Arnaldo Nunes, e a Diretora Geral do Dona Regina, Solange Viana, que disponibilizassem atendimento urgente ao bebê, uma vez que a demora poderia ocasionar a morte prematura.

Ainda na tarde de quarta-feira, 13, a recomendação foi atendida, sendo disponibilizado atendimento neurológico e uma vaga na Unidade de Tratamento Intensivo. Segundo os gestores de saúde, as cirurgias ainda não foram realizadas porque dependem de exames preliminares. (Da Ascom MPE/TO)

AO VIVO