Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
ARAGUATINS

Políticos tentam vetar recursos para a praia

03 agosto 2011 - 10h45

A Agência de Desenvolvimento Turístico do Tocantins ajudou financeiramente neste ano de 2011, sete Prefeituras do Bico do Papagaio com recursos que totalizam R$ 410.000,00 (quatrocentos e dez mil reais) para auxiliar os municípios na realização das temporadas de praia. Na divisão dos recursos os municípios beneficiados foram: Araguatins, Tocantinópolis, Itaguatins, Buriti, Esperantina, Praia Norte e Aguiarnópolis.

Nesta segunda-feira, 1, o Diário Oficial do Estado trouxe publicado os extratos de distribuição dos recursos, sem apontar os valores destinados à Araguatins.

No demais, o Diário Oficial apontou os recursos destinados a cada município. A Prefeitura de Esperantina recebeu R$40.000,00(quarenta mil reais) para investimentos na Praia do Bacuri Grande. Buriti do Tocantins recebeu R$30.000,00(trinta mil reais) para à Praia do Tição. Itaguatins, R$60.000,00(sessenta mil reais) para a Praia do Tio Claro. Praia Norte, R$90.000,00(noventa mil reais) para a Praia do São Francisco. Aguiarnópolis, R$70.000,00(setenta mil reais) para a Praia Ilha do Cabral e Tocantinópolis, R$60.000,00(sessenta mil reais) para a Praia da Santa.

Investigando o porque da não publicação dos valores destinados a Araguatins, nossa reportagem foi informada que havia políticos do município pressionando o Governo do Estado para não repassar verbas para investimento na Praia da Ponta. O motivo da pressão seria provocado pela tentativa de colocar a administração municipal em dificuldades financeiras no período pós-temporada de praia, onde a Prefeitura teria de quitar despesas com fornecedores.

O Governo por sua vez optou por não topar a sugestão e não ceder ao pedido dos lideres araguatinenses, pois pesou para o Governo a questão da ação de organização da praia ser de interesse público, mesmo que a administração seja de oposição. Mesmo assim a Prefeitura de Araguatins foi a última a ser comunicada e receber a confirmação dos recursos no valor de R$60.000,00(sessenta mil reais), confirmação que só aconteceu no dia 18 de julho, praticamente no meio da temporada.

Comparação
Se confrontarmos os valores liberados para Araguatins e os outros seis municípios contemplados, pode-se facilmente perceber que houve prejuízo na divisão dos recursos e se os lideres não conseguiram vetar totalmente à ajuda financeira do Governo, ao menos conseguiram diminuir os valores.

É de conhecimento público que Araguatins é a maior cidade da região e a Praia da Ponta a mais badalada e movimentada, recebendo visitantes de cidades como Marabá-PA, Parauapebas-PA, Araguaína-TO, Imperatriz-MA e Goiânia-GO, além de outras dezenas de pequenas cidades dos Estados do TO, PA e MA. Contudo, comparando por exemplo os recursos destinados ao município de Praia Norte, administrada por um prefeito também de oposição, a cidade recebeu R$90.000,00(noventa mil reais) que divididos por seus 7.659 habitantes, daria um valor de R$11,75(onze reais de setenta e cinco centavos) por habitante. Araguatins com seus 31.329 recebeu R$60.000,00(sessenta mil reais) que dividido por cada um de seus habitantes daria um valor para investimento de R$1,91(um real e noventa e um centavos), seis vezes menos se comparado ao de Praia Norte.

As comparações com os outros municípios segue a mesma vertente. Itaguatins, 6.029 habitantes, recebeu R$60.000,00, isso representa um valor de R$9,95(nove reais e noventa e cinco centavos) por habitante. Esperantina, 9.476 habitantes, recebeu R$40.000,00, representando R$4,22(quatro reais e vinte dois centavos) por habitante. Buriti do Tocantins, R$30.000,00(trinta mil reais), 9.768 habitantes, R$3,07(três reais e sete centavos) por habitante. Aguiarnópolis, R$70.000,00(setenta mil reais), 5.162 habitantes, R$13,56(treze reais e cinqüenta e seis centavos) por pessoa. Tocantinópolis, R$60.000,00(sessenta mil reias), 22.619 habitantes, R$2,65(dois reais e sessenta e cinco centavos) por habitante. Como se vê Araguatins recebeu proporcionalmente valores bem abaixo dos outros municípios.

O secretário municipal de Administração, Charles Borges Marinho, afirmou ao Jornal do Tocantins na edição de 6 de julho de 2011 que a praia receberia um investimento de R$300.000,00(trezentos mil reais), sendo R$200,00(duzentos mil reais) do Ministério do Turismo e R$100.000,00(cem mil reais) dos cofres do município. Até a data da entrevista a Prefeitura não havia recebido nenhuma confirmação de ajuda por parte do Governo do Estado o que só aconteceu no dia 18.

Fontes disseram ao jornal Folha do Bico que a reunião onde foi traçada a tentativa de vetar os recursos para à Praia da Ponta, partiram de uma reunião no restaurante de uma famosa pousada as margens do rio Araguaia em Araguatins.

A estrutura da Praia da Ponta conta com 29 barracas, sendo 5 destinadas às atividades institucionais (Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, etc) e 24 com serviços de alimentação. A expectativa é que sejam gerados 500 empregos diretos e indiretos. (Do Folha do Bico)

AO VIVO