Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
21ºmin
ANANÁS

Morador denuncia descaso na Saúde e contratações irregulares

17 agosto 2011 - 09h36

Dágila Sabóia
Da Redação

 
A Redação do Portal O Norte recebeu nesta semana várias denúncias envolvendo a administração pública do município de Ananás, localizado na região do Bico do Papagaio, a 500 km de Palmas. Uma das acusações envolvem o nome da irmã da prefeita Raimunda Rosa (DEM).

Falsos médicos
De acordo com denúncias feitas por um morador da cidade que terá sua identidade preservada, falsos médicos estariam atendendo a população do município. Segundo o denunciante, na semana passada, dia 6, não apareceu nenhum médico no hospital municipal. Os pacientes teriam recebido atendimento por uma estudante de medicina, que teria se apresentado como doutora Marcela.

Mas as denúncias não param por aí. Segundo a fonte, há outros casos de falsos médicos atendendo em Ananás, como plantonistas: “Eles já chegam com um carimbo no bolso, provavelmente de outro médico formado. Isso acontece com freqüência aqui”, garantiu a fonte.

Irmã da prefeita
Outra acusação diz respeito a Eliene da Silva Silveira, mais conhecida como Ellem, irmã da prefeita de Ananás, Raimunda Rosa (DEM). De acordo com a denúncia, Eliene seria técnica em enfermagem e estaria lotada em Ananás, no Hospital Municipal de Pequeno Porte Nossa Senhora Aparecida. Mas, conforme apurou a redação do Portal O Norte, a servidora estaria cursando enfermagem em período integral na Faculdade do Bico do Papagaio (FABIC), em Augustinópolis. A reportagem entrou em contato com o Hospital, que confirmou que Eliene Silveira é plantonista na Unidade, mas que a técnica em enfermagem não estaria no hospital naquele momento, e que ela só trabalharia na quinta-feira, 18, em regime de plantão. “Ela recebe para dar uns cinco ou seis plantõezinhos por mês”, diz o denunciante.

Mais denúncias
Outra denúncia apontada pela fonte é com relação a funcionalismo fantasma. Dentre eles, seria Ivana Nery, esposa do médico Teógenes Nery de Souza, que já foi vice-prefeito de Ananás. Ivana Nery seria funcionária do Ministério da Saúde, mas contratada pelo município. “Nem no serviço ela pisa”, disse o denunciante.

Outro servidor que tem seu nome apontado na denúncia é o oficial de justiça, José Augusto Dionízio, que também não estaria cumprindo jornada de trabalho completa no Fórum onde trabalha. O Portal O Norte conversou com o servidor que, por telefone, explicou que trabalha na Comarca de Ananás todos os dias, inclusive à noite, feriados e finais de semana.



AO VIVO