Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
23ºmin
COLINAS

Cursos da IFTO serão escolhidos pela comunidade

24 agosto 2011 - 17h38

A comunidade colinense irá discutir em audiência pública os cursos que irão ser oferecidos pelo campus da IFTO em Colinas. A declaração foi feita pelo reitor do Instituto, professor Francisco Nairton do Nascimento, durante a apresentação do projeto realizada na noite de ontem, terça-feira, 23.

O Campus Colinas do Tocantins do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) foi apresentado para a população colinense na noite desta última terça-feira, dia 23, no auditório da Associação Comercial e Industrial (Acicolinas). Acompanharam a solenidade o prefeito José Santana Neto, o reitor do IFTO, Francisco Nairton do Nascimento, o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do Instituto, Danilo Gomes Martins, e o diretor de Administração, Josafá Costa Sousa, a deputada estadual Amália Santana (PT), secretários municipais, autoridades políticas e representantes de entidades civis, governamentais e não governamentais.

O prefeito José Santana Neto disse que comemorou muito a vinda do Instituto para o município, pois vem trabalhando muito para a instalação de uma unidade de ensino público e gratuito em Colinas do Tocantins. “O Instituto Federal vem preencher esta lacuna que estava faltando aqui em nossa cidade. O Instituto Federal vai nos oferecer curso técnico e também a oportunidade de curso superior gratuito”. Santana ressaltou o empenho da administração municipal tanto em apresentar o projeto, os estudos realizados para a instalação de um campus do IFTO como também buscar pessoas que ajudassem na sua implantação.

Santana explicou ainda que “o Instituto Técnico Federal do Tocantins, coordenado pelo professor Nairton, ajudou a gente a fazer os estudos da região inteira para mostrar ao Governo Federal de que Colinas é uma cidade que tem demanda muito grande. O nosso entorno que é Pedro Afonso, Guaraí, até Pau D’Arco, é um entorno que necessita de cursos técnicos para atender uma demanda muito grande de juventude que está nesta região e que está precisando de acesso ao ensino técnico”.

De acordo com o prefeito, após o estudo feito no município e região, que sejam oferecidos quatro cursos técnicos e dois de nível superior. “Apresentamos para ele (reitor) o curso técnico em agropecuária, de informática, na área ambiental um curso técnico e na área de construção civil também outro curso técnico agora no início, nos primeiros meses de funcionamento do Instituto Federal. E em nível superior, sugeri a ele que o município tivesse a oportunidade de ter um curso de engenharia civil e de engenharia ambiental”, informou.

Santana explicou que o município tem um prazo de 120 dias para entregar ao Governo Federal uma área de no mínimo de 10 alqueires (60 hectares) na zona rural para a implantação do Instituto Federal. Após a entrega do terreno, o Governo Federal deverá realizar a licitação para o início da construção da unidade no município. “Mas, para já iniciarmos as atividades do campus de Colinas estamos propondo ao Instituto que utilize uma estrutura do nosso município, de forma a possibilitar o início das aulas no primeiro semestre de 2012. Queremos que o nosso vestibular já seja no final desse ano. O professor Francisco Nairton já se dispôs a estudar este caso".

A estrutura da sede definitiva será construída em 2012 e as obras devem ser finalizadas e o prédio entregue para a população no início de 2013. Será realizado um concurso regional, segundo o prefeito, para os funcionários que deverão trabalhar no Instituto, na área administrativa e também professores. De acordo com Santana, serão 60 professores pós-graduados e, aproximadamente, 50 funcionários que deverão compor o quadro administrativo.

A secretária municipal de Educação e Cultura, Odalea Sarmento, comentou sobre a importância da instalação do Campus do IFTO no município, tanto para a área educacional como para o desenvolvimento da região. “Primeiro, em termos educacionais é um grande avanço para a nossa cidade. É uma expectativa porque no levantamento de demandas que realizamos em 2009 e outra em 2010, a expectativa dos educandos, principalmente concluintes do ensino médio é grandiosa. Também vai favorecer o desenvolvimento da nossa cidade”, afirmou. Ressaltou ainda que a implantação do instituto deva instigar o Município a buscar mais investimento na área educacional. “A gente vem trabalhando no ensino infantil para oferecer uma educação de qualidade. Acredito que a gente tendo uma boa base, formando esses alunos para que tenham condições de fazerem um curso técnico, superior e ter um mercado de trabalho, eles terão uma melhor qualidade de vida, esta é a nossa expectativa”, completou.

IFTO – Campus Colinas do Tocantins
O reitor do IFTO, Francisco Nairton do Nascimento, explicou sobre a instalação do Campus em Colinas do Tocantins. “Na realidade, um campus do Instituto Federal é uma grande possibilidade para a sociedade local, de oportunidade de qualificação, de criação de oportunidades de emprego. É uma grande estrada que está se iniciando a construção dela agora e que a comunidade do entorno do município de Colinas consigam encontrar melhores condições de vida futura na questão da qualificação, da educação”, afirmou.

De acordo com Nascimento, deverão ser realizadas audiências públicas com a população, com o objetivo de fazer um levantamento das demandas e das maiores necessidades do município, de Colinas e região. “O estudo aponta, em função dos arranjos produtivos locais, a questão dos cursos da agropecuária, mas nós devemos fazer um levantamento com a comunidade local e deveremos já estar criando os cursos que a comunidade apontar como sendo como necessários para o desenvolvimento local”, declarou.

O reitor informou também que algumas áreas já foram visitadas no município, por uma equipe composta por ele, pelo pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do Instituto e o Diretor de Administração, além do prefeito. “Estivemos visitando algumas áreas que a prefeitura está vislumbrando para a disponibilização, pois este projeto a prefeitura está entrando principalmente com a área para a construção”, disse. “O Governo Federal faz a contratação dos servidores e da própria construção. No orçamento de 2012, já está previsto recursos para iniciar a construção e a compra de alguns mobiliários para esse campus”, completou.

Em relação ao concurso para o preenchimento do quadro de funcionários no Campus de Colinas do Tocantins, o IFTO está esperando a autorização do Governo Federal para a realização do mesmo. “Tão logo seja autorizado o concurso, nós faremos questão de fazer um concurso que oportunize as comunidades locais, tanto de Colinas como de Dianópolis, que são os dois municípios que terão campi, para que possam fazer o concurso e que possam concorrer”, explicou. “Nós faremos o concurso e divulgaremos amplamente para que a sociedade local possa concorrer, porque nós entendemos que quando nós oportunizamos que os servidores sejam do município onde está sendo aberto o campus, a gente tem a possibilidade maior de desenvolvimento da região”, finalizou. (Da Ascop Colinas)

AO VIVO