Menu
Busca quarta, 08 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin
RIACHINHO

Investimentos beneficiam assentados

19 setembro 2011 - 08h43

Os investimentos realizados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agraria (INCRA) no Estado de Tocantins estão promovendo o desenvolvimento de 400 famílias assentadas no município de Riachinho. Os recursos foram aplicados em estradas, habitações e fomento às atividades produtivas.

Por meio de convênio com a Prefeitura, o INCRA assegurou a recuperação de 35,81 quilômetros de estradas nos assentamentos: Casa do Morro (6,81 km), Colorado (9,17 km), Extrema (4,57 km) e Riachinho (15,26 km). As obras foram concluídas e entregues neste sábado (17) e domingo (18).

A parceria com o município está assegurando também a construção de 26 quilômetros de vias vicinais no projeto Canoa e a recuperação de 2,35 quilômetros no assentamento Colorado, cujas obras estão em execução. O investimento realizado pelo Incra e Prefeitura nas obras de infraestrutura, concluídas e em execução, totaliza mais de R$ 1,4 milhão.

Habitações
Nos assentamentos Colorado e Casa do Morro, o INCRA investiu R$ 984 mil na recuperação de 123 moradias para assegurar benfeitorias como ampliação do número de cômodos, melhorias das instalações elétricas e sanitárias, conserto de trincas e infiltrações, trocas de portas e janelas, além de pintura dos imóveis.

O Instituto vai liberar ainda mais R$ 1,1 milhão para a recuperação das habitações nos projetos Riachinho e Extrema, beneficiando 146 famílias assentadas. A ação terá o apoio da Prefeitura de Riachinho, que cederá técnicos para realizar as vistorias e projetos de reforma das casas.

Outras 128 famílias do projeto Canoa foram beneficiadas com a aquisição de materiais para construção de moradias. Cento e dez casas já foram concluídas e outros 18 estão em execução. Os recursos disponibilizados para o assentamento totalizaram R$ 1,9 milhão.

As famílias do PA Canoa já receberam parte dos créditos disponibilizados pelo INCRA com o objetivo de assegurar o desenvolvimento de atividades produtivas. Os recursos são aplicados em análise, correção e preparo de solo, aquisição de ferramentas, sementes e insumos agrícolas com o objetivo de garantir a produção de alimentos (arroz, milho, feijão e hortaliças) e a criação de pequenos animais (aves e suínos). Já foram investidos R$ 409 mil e estão sendo aplicados mais R$ 409 mil.(Do Folha do Bico)

AO VIVO