Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
PARAÍSO

Cidade tem Samu mas o povo não é beneficiado

10 novembro 2011 - 10h31

O Vereador Neivon Bezerra (DEM), usou do pequeno expediente na sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (09), para manifestar mais uma vez a sua preocupação com o problema da não utilização da ambulância do SAMU, pela Prefeitura de Paraíso. O Município parece que faz questão de manter estacionada em sua garagem, há dois anos, a ambulância que poderia estar salvando vidas, um serviço de suma importância para o nosso povo, por falta de interesse da atual gestão.

O parlamentar democrata informou que recebeu um telefone do gabinete da Secretaria do Planejamento e Modernização da Gestão Pública, cujo titular é o ex-senador Eduardo Siqueira Campos, comunicando que a ambulância do SAMU só não está sendo utilizada por falta de interesse político. “Em Paraíso, a ambulância do SAMU só é utilizada como carro alegórico no dia do desfile do aniversário da cidade”, criticou.

Paraíso tem SAMU
Lamento profundamente a inércia do Prefeito desta cidade de Paraíso, em não colocar o SAMU para funcionar e atender ao povo, que continua totalmente desprovido de estrutura que lhe preste socorro em momentos de emergência.

Contar com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, é um anseio antigo do povo desta terra, até que a luz da esperança acendeu no fim do túnel, pois o Governo Federal, fez a doação de uma unidade para este Município, praticamente sem ônus para o Poder Executivo, e para a decepção de todos, já faz mais de um ano que esta ambulância se encontra parada, enquanto muitas pessoas morrem, por falta de um atendimento móvel de urgência devidamente equipado.

Aqui em Paraíso, a vida vale menos do que um investimento baixo, para se manter o SAMU em atividade. E além da nossa indignação, vem também os prejuízos, pois a ambulância muito tempo parada, vai estragando pneus, equipamentos, peças de motor e tudo vai se acabando. Assim como vai se acabando a esperança das pessoas.

Esta ambulância do SAMU só funciona uma vez por ano, no desfile de aniversário da cidade. Já faz dois anos que ela aparece desfilando pelas ruas no desfile e depois desaparece. O Prefeito tenta mostrar que existe uma ambulância, mas que no fundo não é verdade, pois a mesma não beneficia o povo.

Diante do exposto, podemos afirmar que “Paraíso não é levado a sério”, porque a vida do povo não é valorizada e nem dado o devido respeito, pois se esta ambulância estivesse funcionando, muitas vidas que se foram poderiam ter sido salvas, e muitas famílias não chorariam hoje, a perda de um ente querido.

Esta situação é revoltante, pois o SAMU com a sua tecnologia e preparo de pessoal, poderia salvar muitas vidas, mas do jeito que se encontra serve apenas para a demagogia política do Prefeito, apresentando a mesma apenas no aniversário da cidade, como se fosse um troféu. É que ele não tem sensibilidade para entender a dor das pessoas, e perceber que o município, com um pouco de esforço, investindo o necessário, até que seja estabelecida parceria com o Estado, poderia tranquilamente colocar esta ambulância em atividade, dando suporte aos casos de emergência e evitando que vidas sejam ceifadas em virtude da falta deste sistema de socorro tão importante e necessário.

Daí se conclui que “quando um gestor não leva a saúde a sério, o preço que se paga é o da própria vida”. (Neivon Bezerra-Vereador - DEM)
 

AO VIVO