Menu
Busca sexta, 13 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
33ºmax
23ºmin

Bico do Papagaio tem 9 empregadores na lista de trabalho escravo

05 janeiro 2011 - 12h24

Dois novos empregadores do Bico do Papagaio foram incluídos na lista de Cadastro de Empregadores flagrados, segundo o Ministério do Trabalho, explorando mão-de-obra em condições análogas ao trabalho escravo. A lista foi atualizada no último dia 31. Os empregadores, incluídos no mês passado, são Fazenda São Miguel, em Xambioá e Fazenda Água Roxa, em Ananás. Conhecido como lista suja, o cadastro atualizado apresenta no total 9 empregadores do Bico do Papagaio.

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), as principais causas de manutenção do nome no cadastro são a não quitação das multas impostas, a reincidência na prática do ilícito e/ou em razão dos efeitos de ações em trâmite no Poder Judiciário.

Nacional

Em todo País, a partir desta atualização, a lista passou a conter 220 infratores, entre pessoas físicas e jurídicas, já no Tocantins a lista contem 22 infratores. Este documento incluiu, no total, 88 novos empregadores. Segundo o MTE, esta é a maior inclusão de infratores desde o início do cadastro, em 2004. Também foram excluídos em todo país permanentemente 14 empregadores que cumpriram os requisitos exigidos e um temporariamente, por força de decisão judicial. Os empregadores são excluídos ao longo de dois anos, contados da sua inclusão no cadastro, quando sanaram as irregularidades identificadas em inspeção do trabalho e atenderam aos requisitos previstos.


Infratores no Bico do Papagaio

Fazenda Caracol – Cachoeirinha

Fazenda São Miguel – Xambioá

Fazenda Jaqueline III – São Bento

Fazenda Califórnia I e II – Xambioá

Fazenda São Mariano III – Wanderlândia

Fazenda Castanhal – Ananás

Fazenda Pantanal – Axixá

Fazenda Água Roxa – Ananás

(Com informações da Agência Araguaia CAPC)

AO VIVO