Menu
Busca quinta, 09 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin
GUARAÍ

Moradores realizarão manifesto na BR-153

07 dezembro 2011 - 17h25

Moradores de Guaraí realizarão uma manifestação pública na próxima segunda-feira, 12 às 10:00h intitulada de “Obras sim, Sujeira não!” com objetivo de chamar a atenção dos representantes do poder público e da empresa responsável pela obra de reforma e recuperação da BR-153 no trecho que compreende a região urbana da cidade.

A obra de duplicação da rodovia BR 153 no trecho urbano de Guaraí, lançada no dia 11/04 deste ano, durante as comemorações do 41º aniversário da cidade, vem causando transtornos e prejuízos aos comerciantes e a uma grande parcela da população que praticamente depende do acesso às duas principais avenidas da cidade (Avenidas Bernardo Sayão) que são paralelas ao trecho federal da rodovia. As duas avenidas, desde que a obra foi iniciada, vem sendo utilizadas como único acesso a todos os veículos que trafegam no trecho urbano do município, mas o principal motivo das divergências não está sendo o tráfego constante, mas a falta de cobertura asfaltica nas mesmas, que desde então, vem ocasionando níveis altíssimos de concentração de poeira e barro, prejudicando todos os comerciantes, o tráfego dos pedestres e ocasionando diversos problemas de saúde. Segundo informações do Hospital Regional de Guaraí, as internações por problemas respiratórios tem aumentado neste período.

Para os representantes do movimento, que emergiu das redes sociais, a manifestação pretende instigar os representantes políticos, poder judiciário e empresa prestadora de serviço, para que respeitem a população e tentem ao máximo reduzir os impactos causados pela obra. Eles ainda salientam que de forma alguma pretendem paralisar as obras ou até mesmo provocar alguma ação que ocasione a interdição da mesma.

São esperadas mais de 300 manifestantes que partirão das imediações de um dos postos da rede Petrocom localizado estrategicamente no centro da cidade, percorrendo parte do trecho afetado. (Fonte: Movimento “Obras sim, Sujeira não!”)

AO VIVO