Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin

PRAIA NORTE: Reunião discute sobre construção do Eco Porto Fluvial

12 janeiro 2011 - 09h56
O prefeito de Praia Norte, Gilmar Pinheiro, esteve nesta terça-feira, 11, na Sictur - Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, para discutir o andamento das obras de construção do Eco Porto Fluvial de Praia Norte.


De acordo com o secretário Ernani Soares, já foi realizada uma primeira reunião com o governador Siqueira Campos (PMDB), onde foram expostos os projetos em andamento junto à Sictur e que o governador tem interesse em manter a parceria entre iniciativa privada, município e Estado na construção do Porto. “Em relação ao Porto, iremos fazer um trabalho em conjunto com os demais órgãos envolvidos no projeto. Nossa meta é em quatro anos realizar obras de infraestrutura que viabilizem a atração de novos empreendimentos e a industrialização do Estado”, ressaltou o secretário.

Segundo informou o técnico da Sictur Iapurê Olsen, a Autologística Eurolatina Serviços Ltda, empresa privada que vai construir o Porto, já iniciou o processo de licenciamento ambiental da obra junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), em Brasília.

Sobre a atual situação das obras, o prefeito Gilmar Pinheiro relatou que a Eurolatina já recebeu a escritura do terreno, doado pela prefeitura de Praia Norte. Ainda segundo Gilmar, diversas empresas demonstraram interesse em se instalar na área portuária ou em terreno ao redor do Porto.

Instalado às margens do rio Tocantins, o Porto de Praia Norte será uma rota alternativa de saída do corredor Centro-Norte, com o Tocantins ao centro, rumo ao Atlântico. Trata-se de um empreendimento de grande porte, que contará com investimento da Eurolatina de R$ 372 milhões e vai gerar cerca de mil vagas de empregos diretos para os moradores do Bico do Papagaio. O Governo do Estado entrou com a atração do investimento e realizará a pavimentação asfáltica do acesso ao Porto e de sua área interna.

No local serão instalados estaleiros, balanças para caminhões, centro frigorífico, guindaste e outros empreendimentos. De acordo com a Eurolatina, o Porto de Praia Norte será construído em oito fases e terá uma área de 75 hectares.

Interligado e estratégico, o Porto de Praia Norte colocará o Bico do Papagaio e o Tocantins na rota de três dos principais portos do Brasil: o de Manaus, no Amazonas; de Belém, no Pará; e o de Itaqui, no Maranhão. Com a finalização da obra da eclusa de Tucuruí, no Pará, entregue no fim de 2010, será possível navegar de Manaus até Praia Norte.

Isso significa, na prática, que as indústrias da Zona Franca de Manaus (ZFM) não precisarão passar necessariamente por Belém para escoar sua produção para o restante do Brasil. As barcaças poderão navegar de Manaus direto para Praia Norte, desembarcar as mercadorias no porto do município e seguir o restante do trajeto pelo modal rodoviário, através da BR-153, ou pelo modal ferroviário, com a conclusão da Ferrovia Norte Sul. (Fonte: Andreia Dias)


AO VIVO