Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
37ºmax
22ºmin
FLAGRANTE

Três mulheres são flagradas tentando entrar com dinheiro e celulares em prisão

06 julho 2019 - 06h44

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio do Sistema Penitenciário e Prisional do Tocantins (Sispen/TO), informa que na manhã desta sexta-feira, 5, agentes de execução penal deram flagrante em três mulheres que tentavam adentrar a carceragem da Casa de Prisão Provisória de Paraíso (CPP de Paraíso) com objetos ilícitos.

O flagrante aconteceu durante a revista dos alimentos que são levados pelas famílias dos reeducandos no dia de visita. Os objetos ilícitos eram oito aparelhos celulares, 300 reais em espécie, três carregadores de celular, dois fones de ouvido e uma caixa de durepox (usado para fazer esconderijos nas celas).

Flagrante

Os agentes de execução penal perceberam que no momento de passar os alimentos no scanner que detecta materiais ilícitos, uma das visitantes tentou esconder a sacola, passando-a de mão em mão pelas outras duas visitantes, por trás do equipamento de revista.

Ao serem questionadas sobre o conteúdo da sacola e informadas sobre a obrigatoriedade de que fosse passada por dentro do scanner, as três mulheres apresentaram sinais de nervosismo. Diante disso, foi solicitado que a sacola fosse entregue a uma das agentes e após verificação da existência dos objetos ilícitos as três mulheres foram encaminhadas para a delegacia e apresentadas à autoridade policial para que fosse lavrado o flagrante.

Crime

Ressalta-se que é crime “ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar a entrada de aparelho telefônico de comunicação móvel, de rádio ou similar, sem autorização legal, em estabelecimento prisional”, conforme estabelece o Código Penal Brasileiro no artigo 349-A. A pena é de três meses a um ano de detenção.”

Ao Vivo