Menu
Busca domingo, 15 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
37ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Polícia investiga caso de família assassinada e não descarta envolvimento de sexta pessoa no crime brutal

27 julho 2019 - 10h32

O inquérito que apura a morte trágica de cinco pessoas da mesma família em Silvanópolis, está seguindo duas linhas de investigação. 

O delegado Wagner Siqueira, responsável pelo caso destaca que as primeiras evidências apontam que o avô matou os familiares e depois tirou a própria vida mas o delegado ainda afirmou que não descarta que uma sexta pessoa esteja envolvida no crime.

Segundo a Polícia Militar (PM), o revólver utilizado nos assassinatos tinha a numeração raspada. A arma foi encontrada ao lado do avô, Livingstone Pereira Tavares (65 anos). Além dele, também morreram Francisca Barros Tavares (59 anos), Ruth Barros Tavares (27 anos), Milena Barros Tavares, 8 anos e Jasmim Barros Tavares (12 anos). A família que veio do Maranhão, morava há cerca de três meses em Silvanópolis.

De acordo com os vizinhos à PM, foram pelo menos seis tiros ouvido por eles na noite de quinta-feira (25), mas a polícia só foi chamada na manhã desta sexta-feira (26).

Os corpos do casal, filha e das duas netas foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Porto Nacional.  

Com informações do G1/TO

Ao Vivo