Palmas
22º
Araguaína
21º
Gurupi
20º
Porto Nacional
22º
PREVENÇÃO

Saúde Palmas realiza mutirão de testagem de leishmaniose neste sábado

12 agosto 2022 - 09h40

O Parque dos Povos Indígenas de Palmas sediará neste sábado, 13, das 16 às 20 horas, um mutirão de testagem de leishmaniose visceral (calazar) em cães e feira de adoção. Promovido pela Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) da Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus). O evento faz parte da 'Semana de Prevenção e Combate das Leishmanioses', que inclui outras atividades como ações de educação em saúde em escolas e universidades e campanha de vacinação antirrábica na zona rural.

As atividades da semana começaram na segunda-feira, 08, e prosseguem até o dia 19, com a promoção de palestras de educação em saúde voltadas para alunos de 03 a 18 anos, e também nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para atender a população das áreas endêmicas sobre importância da posse responsável de um animal doméstico e o perigo da transmissão da doença. Para encerrar a programação, no dia 20, das 8h30 às 12h30, a UVCZ  realizará  um mutirão de testagem, orientação e a abertura da campanha anual de vacinação antirrábica na zona rural, em Buritirana.

O objetivo dessas ações é orientar a população sobre a doença e informar sobre as formas de contágio, prevenção e tratamento. Segundo o coordenador da UVCZ, Auriman Cavalcante, ainda há muito desconhecimento e negligência sobre os riscos da enfermidade e possíveis tratamentos. “Daí porque a UVCZ intensificará essas ações durante a Semana Nacional."

Cavalcante ressalta que Palmas é uma área de transmissão intensa para leishmaniose visceral canina, mais conhecida como alazar. Segundo ele, isso ocorre por causa das condições climáticas da Capital (altas temperaturas e umidade), que propiciam a proliferação do mosquito palha (Lutzomyia longipalpis), que é o transmissor da doença, e encontra nestas características o ambiente ideal para se adaptar e proliferar. “Por isso, a melhor forma da população combater o mosquito é eliminar os possíveis criadouros, encontrados em matéria orgânica como restos de comida, frutas, fezes de animais, folhas e galhos."

Leishmaniose

Popularmente conhecida como calazar, a leishmaniose é uma doença causada por um protozoário parasita do gênero Leishmania, transmitida pelo mosquito palha. Esse mosquitinho possui hábitos noturnos e se alimenta de sangue, tendo como alvo animais de sangue quente. Por esse motivo os cães tornam-se reservatórios domésticos da doença.

A manifestação dela ocorre de duas formas, sendo a leishmaniose visceral (LV), mais comum nos cães, e a leishmaniose tegumentar americana (LTA), que apresenta lesões cutâneas e mucosas nos humanos.