Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
28ºmax
21ºmin
EM ARAGUAÍNA

Músicos e empresários acampam em frente a prefeitura para protestar contra novo decreto

02 março 2021 - 12h16Por Redação

Com a volta do aumento de casos de Covid e consequentemente o crescimento da taxa de ocupação de leitos para tratamento de pacientes com a doença, Araguaína parece caminhar para mais um lockdown na cidade. Em um novo decreto publicado ontem (01), o município voltou a endurecer restrições para conter o ritmo da contaminação, mas as medidas não agradaram algumas classes e desencadearam uma mobilização em frente à prefeitura da cidade. 

Posição do Prefeito 

“Vamos triplicar a fiscalização com servidores e apoio das polícias e vamos coibir as aglomerações também nas chácaras e nas casas. Precisamos ter uma responsabilidade maior diante dos números que cresceram em todo o Estado”, afirmou o prefeito Wagner Rodrigues, ao anunciar o novo decreto publicado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira, (1). As novas regras valem até o dia 15 de março, podendo ser prorrogadas.

 (Clique aqui para conferir mais detalhes sobre o novo decreto)

 

Mobilização 

A iniciativa do município provocou a revolta de integrantes da classe artística e comercial, que atuam no período noturno e que foram diretamente afetadas com as medidas e que, antes mesmo do decreto ser anunciado, foram parar em frente à prefeitura para protestar contra as novas regras que restringem e até proíbem algumas atividades na cidade, como música ao vivo e consumo de bebidas nos estabelecimentos. 

Munidos com faixas de protesto, os manifestantes armaram uma tenda e permanecem desde ontem em frente ao prédio onde funciona a prefeitura na Avenida José de Brito.

"Parece que existe um teatro em cima da noite. Não é só o setor norturno que transmite Covid...", observou um dos empresários que participa da movimentação. 

Imagens registradas ontem à noite e divulgadas em redes sociais, mostram uma grande movimentação no local, onde os participantes tocavam, cantavam, faziam churrasco e consumiam bebida alcoólica. Além disso, boa parte deles não utilizavam máscaras de proteção. 

Manifestantes comiam, bebiam e cantavam ontem à noite em frente à prefeitura.

Manifestantes bebiam e cantavam ontem à noite em frente à prefeitura. (Fto: Reprodução/Colagem Portal O Norte)

 

Ainda na noite de ontem, quando o prefeito saía do prédio, ele parou para falar com os manifestantes e tentou convencê-los de compreenderem a situação: "Respeito demais todos vocês...não tá fácil...vamos tentar tratar isso com muito respeito e equilíbrio...vamos precisar da contribuição de vocês...", disse.

Rede de Saúde 

De acordo com nota da prefeitura emitida ontem à noite, atualmente, a rede pública de saúde tem 86,2% dos 55 leitos de UTI ocupados, mais 33,3% dos leitos clínicos em uso e ainda 52,9% dos leitos de UTI pediátrica estão com pacientes, sendo que mais de 50% desses leitos estão ocupados por moradores de outros Município. “Entramos em contato com outros municípios para explicar sobre nossa capacidade e firmar parcerias. Neste momento, precisamos estender as mãos”, explicou o prefeito.

Boletim Araguaína 

O último boletim de acompanhamento dos casos de coronavírus em Araguaína divulgado pelo município nessa segunda-feira (1º), mostra que foram registradas 45 confirmações para Covid no domingo. Sendo 27 mulheres e 18 homens.

Com esses númeors, o Município chega a 21.269 casos confirmados, sendo desses 650 casos ativos da doença, 20.346 recuperados e 273 pessoas já morreram vítimas de complicações pela doença.

AO VIVO