Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin
TOCANTINS

Dono de propriedade rural terá que pagar R$ 63 mil por queimada ilegal

28 setembro 2019 - 08h14

Uma equipe da fiscalização ambiental do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) fez a autuação de uma propriedade rural no município de Paraíso do Tocantins, às margens da TO-080, nesta quarta-feira, 25, por realizar a queima ilegal de pastagens e material lenhoso. Por ter queimado uma área de 62,76 hectares, o proprietário foi autuado em R$ 63 mil.

Os fiscais atenderam a uma denúncia feita pela Linha Verde do Naturatins (0800 63 1155) e chegando ao local constataram a área queimada, assim como o material lenhoso. O responsável pela fazenda alegou desconhecimento da Portaria do Naturatins nº180/2019, que proíbe queima durante o período de 20 de julho a 20 de novembro de 2019. Esta portaria também suspende a validade de quaisquer autorizações de queima durante este período. O proprietário também alegou que o material lenhoso foi queimado para evitar animais peçonhentos e que a queima no pasto teria sido para evitar que área maior pegasse fogo. Os fiscais informaram acerca das proibições e que esta queima preventiva deve ser feita antes do período crítico da estiagem, quando vigora a portaria de proibição de uso do fogo em áreas rurais.

O diretor de Proteção e Qualidade Ambiental do Naturatins, Eliandro Carlos Gualberto, chama a atenção para a proibição de qualquer queima durante o período estipulado pela Portaria 180/2019. Ele também destaca que as equipes de fiscalização estão verificando as denúncias feitas pela população. “Nossas equipes estão em campo verificando as denúncias de queimadas e quando confirmadas os responsáveis são autuados na forma da lei”, enfatiza.

 

AO VIVO