Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
23ºmin
DESCOBERTA

Novas evidências indicam provável causa de sintomas da "Covid Longa"

20 agosto 2021 - 06h55Por Exame

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Medicina e Ciências da Saúde RCSI, na Irlanda, divulgou novas evidências de que pacientes com "covid longa" continuam a ter números mais elevados de coagulação no sangue.

A publicação, revisada por pares e publicada no Journal of Thrombosis and Haemostasis, indica que os sintomas persistentes da condição, como fadiga, podem estar correlacionados aos coágulos.

A síndrome da covid longa é quando o paciente tem sintomas de longo prazo após ser infectado pelo vírus SARS-CoV-2.

Os sintomas, que podem atingir até casos assintomáticos da doença, vão desde a falta de ar, fadiga extrema e dor de cabeça até perda de memória, olfato e paladar. Eles podem durar de semanas a meses.

“Milhões de pessoas já estão lidando com os sintomas da covid longa, e mais pessoas desenvolverão covid longa à medida que as infecções entre os não vacinados continuarem a ocorrer. É imperativo que continuemos a estudar esta condição e a desenvolver tratamentos eficazes”, disse o professor James O’Donnell, um dos responsáveis pelo estudo.

O que foi descoberto na pesquisa?

Para realizar o estudo, a equipe examinou 50 pacientes com sintomas de covid longa para entender se a coagulação sanguínea anormal poderia estar envolvida.

Eles descobriram que os marcadores de coagulação estavam significativamente elevados no sangue dos pacientes em comparação com pessoas saudáveis, enquanto os marcadores de inflamação voltaram ao normal.

Quem precisou ser hospitalizado por covid-19 apresentou coagulação maior ainda, mas é importante frisar que até os casos mais leves apresentaram marcadores elevados.

Para os pesquisadores, a diferença entre os marcadores de coagulação e inflamação indicam que os coágulos no sangue podem estar relacionados a sintomas da covid longa, como fadiga e redução da aptidão física.

"Como os marcadores de coagulação foram elevados enquanto os marcadores de inflamação voltaram ao normal, nossos resultados sugerem que o sistema de coagulação pode estar envolvido na causa raiz da covid longa", disse a Dra. Helen Fogarty, principal autora do estudo.

AO VIVO