Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
MAIS UM CURADO!

Paciente se recupera da Covid no Tocantins após utilizar técnica pouco convencional

02 junho 2020 - 08h34

O paciente José Guilherme Laufer, médico de Paraíso - TO, foi o segundo caso do Hospital Unimed  Palmas a ser submetido a essa técnica; após 20 dias internado na UTI do Hospital Unimed Palmas, ele recebeu alta do hospital nesta segunda-feira, dia 01 de junho.

Após ficar 20 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Unimed Palmas, o médico anestesista José Guilherme Laufer, de 62 anos, conseguiu se  recuperar da COVID-19 utilizando a técnica da ventilação em posição prona (de bruços). Segundo a médica que coordenou o tratamento do paciente, ele foi o segundo caso a receber este tipo de tratamento no Hospital . O procedimento já é utilizado há anos no País.

O procedimento, também chamado de "ventilação em pronação", foi recomendado em março pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para pacientes com COVID-19 que sofrem da síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA). “A ventilação mecânica em decúbito ventral (posição de bruços, também chamada prona) é altamente recomendada em pacientes adultos com deficiência severa de oxigênio no sangue", explicou a médica coordenadora da UTI, Dra. Susana Bernandes da Silva. 

José Guilherme deu entrada em um hospital de Paraíso no dia 9 de maio, queixando-se de falta de ar. Dois dias após, foi transferido para a UTI do Hospital Unimed Palmas. Ele é portador de bronquite asmática, o que pode ter agravado o quadro da doença.

"O paciente apresentava pneumonia na tomografia de tórax. Muitos dos pacientes com coronavírus não apresentam boa  oxigenação dos pulmões. Damos oxigênio a eles, mas, às vezes, isso parece não ser suficiente. Então, o que fazemos é colocá-los de bruços (posição prona) para permitir que os pulmões se expandam novamente", completou a médica.

Protocolo

A Unimed Palmas conta com um protocolo próprio de manejo dos casos que necessitam de internação clínica, antes da necessidade de Terapia Intensiva (UTI).  Este protocolo vem sendo utilizado com bons resultados, reduzindo  o número de doentes que vão para a UTI.

Método

Os benefícios da pronação foram observados pela primeira vez em meados da década de 1970. Mas só em 1986 a prática realmente se expandiu. Um dos médicos que liderou os primeiros estudos a respeito foi o italiano Luciano Gattinoni,. Ele e a equipe começaram a usar essa técnica regularmente e a publicar estudos científicos que sustentam seus benefícios.

AO VIVO