Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
DESESPERO!

Para não passar fome, mototaxista pai de 5 filhos chora e se oferece para capinar lotes em Araguaína

23 abril 2020 - 18h24Por Redação

Sem poder atuar na sua profissão por força de decreto municipal e precisando sustentar a família, um mototaxista de Araguaína decidiu gravar um vídeo pedindo oportunidade para capinar lotes na cidade. O vídeo está repercutindo nas redes sociais e o Portal O Norte procurou conhecer um pouco da história desse trabalhador, que como muitos outros vem sendo afetado pela crise do Coronavírus. 

Não existe trabalho indigno! Nós não podemos deixar nossa família passar necessidade, passar fome”, assim começa o vídeo do trabalhador.

Nas imagens, o mototaxista que gravou o vídeo ontem às 15 horas e publicou hoje pela manhã, disse que estava trabalhando desde o início da manhã: “Já consegui o dinheiro de comprar o gás…”, diz agradecendo a oportunidade dada pelo dono do lote. 

Na gravação, ele deixa o número de contato para as pessoas o contratarem. “Precisando de alguém pra limpar, eu tô exercendo essa nova profissão, pode me chamar mesmo”, afirma.

Emocionado, o homem chora falando que não dá pra ficar de braços cruzados esperando que as autoridades façam alguma coisa: “desculpa o meu desabafo, mas essa é a situação que nós estamos vivendo”, revela enxugando as lágrimas.

Quem é ele?

Nossa redação recebeu o vídeo de um leitor e conseguiu entrar em contato com, Deusivan Alves Machado (39 anos), mototaxista natural de Filadélfia (TO) que atua há 14 anos em Araguaína onde mora há 30 anos. 

Impedido de trabalhar como mototaxi desde o dia 19 de março, Deusivan que é casado e pai de cinco filhos, contou à nossa reportagem que o desespero bateu em sua porta. “Faz mais de um mês que tô parado, até aqui tava sobrevivendo da cesta básica doada pelo município, que apesar de básica tem ajudado muito, mas infelizmente não é suficiente”[sic],  observa o trabalhador.

O mototaxista mora no setor Araguaína Sul com a esposa Lionete dos Santos Machado, com quem é casado há vinte anos e mais quatro filhos: uma de 17 anos, duas gêmeas de 14 anos e um filho de 12 anos. Ele também tem uma filha de 19 anos que já é casada e mora com o marido e suas duas netinhas. 

Com a esposa desempregada, a única renda da família vinha de seu trabalho de mototaxi. “Você vê as coisas acabando em casa e não tem mais o que fazer, o desespero bate, não tem jeito”, confessa Deusivan, que decidiu gravar um vídeo oferecendo o serviço de limpeza de lotes. 

O mototaxista lembra que assim como ele, quase 500 colegas têm enfrentado dificuldades financeiras: “Quem pode trabalhar tá se virando e quem não pode?”, questiona acrescentando: “Só peço força a Deus para todos nós passarmos dessa crise, porque não tem sido fácil”.

 Sobre o novo trabalho, Deusivan disse que depois do vídeo, tem recebido algumas ligações e fala em gratidão: “É muito cansativo, mas me sinto grato em poder colocar comida na mesa da minha família. Estamos vivos, juntos e com saúde, isso é o que importa”, finaliza. 

Para doações entre em contato com o senhor Deusivan através do telefone: (63) 99221-2068

AO VIVO