Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
24ºmin
INFRAESTRUTURA

Pavimentação de rodovia que liga Tocantins ao Goiás segue em ritmo acelerado

09 novembro 2019 - 23h47

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), está com a pavimentação asfáltica da rodovia TO-141 dentro do cronograma da obra. A pavimentação liga os municípios de Palmeirópolis (TO) ao município de Minaçu, no norte goiano. Mas, o governo impõe ritmo acelerado as obras na rodovia.

O escoamento da produção da agricultura, da pecuária e o transporte de pessoas certamente serão favorecidos com o avanço da pavimentação do trecho de 26,25 km de extensão da TO-141, entre Palmeirópolis e a divisa com o estado de Goiás.

A pavimentação do trecho é uma demanda antiga da população de Palmeirópolis e região que é produtora de látex no Tocantins.  Além do látex, essa região também é grande produtora de gado.

Obras como esta são estruturantes e vão proporcionar o escoamento da produção agropecuária. A secretária da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin, falou sobre a importância da obra para a região. “Esta é uma obra bastante aguardada pela população de Palmeirópolis. Além de estabelecer uma nova rota para o estado de Goiás, a rodovia deve alavancar o escoamento da produção agrícola e da pecuária em toda a região”, afirmou a gestora.

Serviços

Os serviços, que já estão com um total geral de 16,3% de execução, consistem na execução de obras de pavimentação da rodovia; execução das especificações técnicas ambientais e sociais (ETAS); e do plano de controle ambiental e social (PCAS) no trecho.

Ao todo já foram concluídos 80% do desmatamento e limpeza; 40% da terraplanagem está concluído e outros 30% em andamento; 65% de obras de arte especiais estão concluídos e outros 20% estão em execução; no quesito obras de arte corrente 40% foram concluídos e mais 13% estão em andamento; na pavimentação (capa asfáltica) estão sendo implementados 16%.

As obras estão orçadas em pouco mais de R$ 24 milhões, com prazo de entrega da obra em 540 dias. Os recursos são de operação de crédito do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), na modalidade pavimentação, financiado pelo Banco Mundial.

AO VIVO