Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(63) 99292-6165
SAÚDE PÚBLICA

Prefeita remaneja R$ 26 milhões para combater Coronavírus na capital

25 março 2020 - 10h09Por Secom

Não houve confirmação de novos casos em Palmas nesta terça-feira, 24. O Boletim Epidemiológico do Coronavírus (Covid-19) demonstra que até o momento são sete casos descobertos, 49 investigados e 50 descartados na Capital. O Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE-Palmas Covid-19) publica, diariamente, os dados sobre a pandemia e também as medidas preventivas que o Município está colocando e prática.

Mais recursos para combater o Coronavírus

Entenda a Medida Provisória que destina R$ 26.3 milhões à saúde para conter a pandemia.

No último domingo, 22, a Prefeitura de Palmas editou a Medida Provisória nº 3 que abre crédito extraordinário em favor da Secretaria Municipal da Saúde (Semus), no valor de R$ 26.387.993,00, para fins de combate à pandemia provocada pelo novo Coronavírus (Covid-19).

Valor é referente à abertura de crédito extraordinário no orçamento municipal, sendo remanejados recursos que seriam destinados a diversas secretarias e a reserva de contingência.

Entenda como é feito o remanejamento de recursos e como esses valores serão aplicados:

De acordo com a Lei Federal 4.320/1964, o crédito extraordinário é destinado para as despesas urgentes e imprevisíveis, como o caso do surto do novo Coronavírus (Covid – 19), que nesses casos, e conforme a Constituição Federal e a Lei Orgânica, são abertos por meio de Medida Provisória.

A Semus esclarece que os recursos remanejados serão destinados à cobertura de custos com contratação de pessoal, compra de equipamentos de proteção individual (EPI), insumos, medicamentos e ações necessárias para atendimento de casos de Covid-19 nos próximos seis meses.

Entenda o porquê do remanejamento:

A situação excepcional não foi prevista no orçamento, uma vez que a pandemia teve sua trajetória de proliferação no início do ano, já com orçamento aprovado.

Nessa situação foi recorrido aos dispositivos citados anteriormente, estando o ato alinhado com as regras da Lei de Diretrizes Orçamentária de 2020.

O Município optou pela abertura de crédito extraordinário com o cancelamento parcial de sua dotação orçamentária, agregando os créditos orçamentários em uma nova ação específica para o enfrentamento da Covid-19.

Entenda como isso funciona:

Neste caso, parte do orçamento do Município de Palmas previsto para 2020, que seria destinado a construções, ações e projetos em outras secretarias e até mesmo da própria saúde foi remanejado para cobrir essa despesa urgente e imprevista na saúde do Município de Palmas, o que justifica o uso da Medida Provisória para a administração enfrentar a doença.

Reserva de Contingência

Parte do valor remanejado também é oriundo da reserva de contingência, que de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal é destinada para as despesas imprevisíveis, imprevistas ou insuficientes alocadas do ponto de vista do planejamento orçamentário, podendo a Administração à utilizá-la por meio de créditos adicionais.

Confira a íntegra da Medida Provisória aqui.

AO VIVO