Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
EM ARAGUAÍNA

Prefeitura estende vacinação contra influenza para toda a população

24 julho 2020 - 16h09

A Secretaria da Saúde de Araguaína estendeu, a partir de hoje, para toda a população, a vacinação contra a influenza. A vacina está disponível em 15 unidades básicas de saúde (UBS) de Araguaína para crianças acima dos seis meses e adultos sem limite de idade, incluindo os grupos prioritários que ainda não se vacinaram.

“Abrimos a vacinação a todos para alcançarmos uma maior cobertura vacinal contra a gripe. Nesse período em que vivemos, é fundamental que as pessoas tenham consciência de que, além dos cuidados necessários, é recomendado também manter o cartão de vacina em dia, garantindo assim proteção contra várias doenças, incluindo a gripe”, destacou a coordenadora de Imunização do Município, Samila Braga.

Foram disponibilizadas 13 mil doses da vacina contra influenza.  A imunização estará disponível de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, os interessados devem procurar uma unidade de saúde levando documento pessoal e o cartão de vacina.

 Dados da campanha

 Segundo dados da Secretaria da Saúde do Município, mais de 40 mil pessoas foram vacinadas contra gripe até agora em Araguaína, alcançando 78% da meta vacinal. Os idosos e profissionais de saúde foram os que mais procuraram a vacina durante a campanha.

“Esperamos com essa abertura geral que muitas pessoas do grupo prioritário que ainda não se vacinaram também aproveitem mais essa oportunidade, afinal essas são as últimas doses da vacina e acreditamos que teremos uma procura positiva da população em geral”, concluiu a coordenadora.

Importância da vacina

Em tempos de crise pandêmica, como atualmente com a covid-19, a vacinação contra a gripe não só diminui a incidência de casos de influenza, como também facilita no diagnóstico preciso para o coronavírus.

Além disso, segundo o Ministério da Saúde, a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

AO VIVO