Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
21ºmin
PRIMEIRA ETAPA

Prefeitura vai desapropriar mais de 60 terrenos para construção de Avenida em Araguaína

02 fevereiro 2020 - 11h14

A prefeitura de Araguaína comunicou que 66 terrenos com ou sem edificações serão desapropriados na cidade na primeira etapa de implantaçãp do projeto "Via Norte" que cruzará diretamente 14 bairros para desafogar o trânsito entre o Centro e os bairros.

No último dia 29, o prefeito Ronaldo Dimas apresentou, durante audiência pública, detalhes sobre o trecho 1 da Via Norte. A audiência realizada no Auditório do Sebrae, contou com a presença dos secretários e técnicos municipais que estão à frente do projeto, além do Defensor Público, Pablo Mendonça Chaer e moradores dos bairros por onde passará a Via Norte.

De acordo com Dimas, a via será principal meio de acesso da Região Norte da cidade ao Centro. “Essa obra trará um benefício enorme para Araguaína, será uma das mais importantes vias de acesso entre os bairros mais afastados e a região central, melhorando o trânsito. Além disso, estamos cuidando das nossas nascentes que é algo importantíssimo para nossa cidade”, destacou Dimas.

Com mais de 9 quilômetros de extensão, a Via Norte conectará o final da Avenida Marginal Neblina até a BR-153, saindo pela avenida Palmas, no Setor Costa Esmeralda.

Trecho 1

O Trecho 1, ficará entre as Avenidas Cônego João Lima e Castelo Branco, e passará sobre o canal dos córregos Neblina e Canindé. O primeiro 1,5 km atenderá diretamente quatro bairros: Neblina, Jardim Goiás, Brasil e Cimba. 

No projeto atual consta as ligações com as ruas Gaúcha, Santa Cruz, Sete de Setembro, Quinze de Novembro, Vinte e Cinco de Dezembro, Souza Porto, Cuiabá, Vinte e Um de Abril, Neif Murad e Ademar Vicente Ferreira. As ligações continuam com as ruas das Mangueiras, Araguaia e Castelo Branco, com retornos para dar fluidez ao tráfego.

Nessa primeira etapa do projeto, aproximadamente, 66 terrenos com ou sem edificações serão desapropriados. 

Claro que a gente sabe que uma obra como essa gera transtornos para alguns, mas, com muita tranquilidade, estamos fazendo tudo com bastante critério, propondo permutas ou indenização, de forma que ninguém fique no prejuízo, essa é uma das primícias básicas do nosso governo”, concluiu o Prefeito.

Projeto integrado

A obra faz parte do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína, que prevê a macro e microdrenagem dos córregos Neblina e Jacuba, com bacias de detenção da unidade de conservação ambiental e implantação dos parques Nascentes do Neblina, Raizal e São Miguel. Também haverá obras de infraestrutura em vários setores, entre eles Morada do Sol 3, Ana Maria, Jardim Vitória e Tocantins.
 
Os recursos estão garantidos com empréstimo, já assinado, de US$ 54,9 milhões (mais de R$ 220 milhões) entre o Município e o CAF - Banco de Desenvolvimento da América Latina.

AO VIVO