Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
22ºmin
INVESTIGAÇÃO

Protesto contra "lockdown" vira caso de polícia em Araguaína; organizador é identificado

20 maio 2020 - 18h04Por Redação

A Polícia Militar identificou o organizador da polêmica mobilização que usou um banner publicado nas redes sociais para incentivar araguainenses a desafiar o "Lockdown" decretado pelo Governo do Estado.

A concentração estava prevista para acontecer no pátio do Detran em Araguaína às 16 horas, de onde os manifestantes partiriam em carreata pelas principais ruas da cidade. Vale ressaltar que nossa equipe apurou que o mesmo banner estava sendo divulgado em várias redes sociais, contudo, apresentavam duas datas diferentes para o manifesto: sendo uma marcada para ontem e outra para esta quarta-feira (20).

(Foto Montagem e reprodução/Portal O Norte)

Ainda ontem dezenas de policiais em motos e viaturas compareceram ao local, prontos para intervir em qualquer tipo de aglomeraçãoo que pudesse ser feita, contudo, não foi necessária nenhum tipo de ação já que poucos manifestantes estiveram no espaço. Hoje não houve registro de nenhum movimento no local. 

O suspeito de convocar a manifestação, tem 50 anos de idade mas não teve o nome divulgado. A apuração está sob responsabilidade da 3ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo (Deimpo- Araguaína). A delegada Sarah Lílian de Souza Rezende, que cuida do caso, informou que foi registrado um 'termo circunstanciado de ocorrência' contra ele nesta manhã.

O homem vai responder por incitação ao crime. Se for condenado, a pena prevista para pode chegar a seis meses de prisão ou multa, segundo o Código Penal.  

Ao Portal O Norte, o comandante, Tenente-Coronel Valdeone Dias da Silva,  afirma que a Polícia Militar continua preparada para intervir em qualquer ato que possa incentivar aglomerações na cidade e destaca inclusive, o uso de força policial caso seja necessário.

Entenda o caso

Circula desde esta segunda-feira (18), nas redes sociais, um banner convocando a população de Araguaína para participar de uma carreata pelas principais ruas da cidade. Pelo menos duas datas diferentes são anunciadas para a realização da manifestação.

Intitulado como "Carreata Araguaína não pode parar", o movimento anônimo apresenta como base a Constituição Federal em seu artigo 5°, que trata sobre o direito à vida, liberdade, igualdade e segurança.

O banner apresenta uma série de reivindicações tais como: instalação de leitos de UTI e hospitais de campanha, transparência do poder público, preservação de empregos, bem como a volta gradativa ao trabalho. 

O local de concentração indicado é em frente à sede do Detran na cidade, às 16h e a intenção é realizar uma carreata percorrendo a Avenida Primeiro de Janeiro, Entroncamento, encerrando na Via Lago. 

Decreto Estadual

Desde sábado (16), está em vigor o decreto estadual que determina uma série de proibições para evitar aglomerações em Araguaína e mais 34 cidades do Tocantins. O município é o mais afetado pela doença e soma mais de 780 casos notificados até hoje. O decreto tem validade até o próximo sábado (23), mas o governador Mauro Carlesse já deixou claro que o prazo de manutenção da medida pode ser estendido. 

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Tocantins registra mais de 1,8 mil casos de Covid-19 e 42 pessoas já morreram em decorrência de complicações pela doença.

AO VIVO